19528

Ao Vilhena Notícias, JBS justifica demissão de funcionário que filmou colegas em vestiário lotado

Com a repercussão do vídeo nas redes sociais, a empresa rompeu o contrato de trabalho por justa causa

Foto: Reprodução

O grupo JBS S/A, dono do frigorífico Friboi em Vilhena, confirmou nesta quarta-feira, 25 de março, o desligamento do funcionário de 34 anos que registrou em vídeo imagens que mostram a aglomeração de pessoas dentro do vestiário da empresa. Entrevistado ontem pelo Vilhena Notícias, o trabalhador disse que sua intenção foi mostrar que quase 2 mil trabalhadores continuam suas atividades como se não existisse uma pandemia de coronavírus (COVID-19) no país e no mundo.

A empresa não forneceu máscaras… no refeitório nada foi mudado, ficamos sentados lado a lado como se nós fôssemos imunes à doença”, afirmou o ex-funcionário. A empresa contesta.

Ao confirmar o desligamento, a JBS disse que o “[ex-funcionário] infringiu as regras de conduta da Companhia” e ressaltou que “a empresa não tolera comportamentos que interfiram na integridade, intimidade e bem-estar de seus colaboradores”. Na nota enviada ao site, ela aponta medidas preventivas tomadas pela empresa para minimizar os riscos do novo coronavírus.

A direção do frigorífico depois de ver as imagens demitiu, por justa causa, o empregado que há quatro anos trabalhava na empresa. Veja vídeo acima.

 O posicionamento oficial da JBS:

Publicidade


“A JBS confirma o desligamento do colaborador que infringiu as regras de conduta da Companhia. A empresa ressalta que não tolera comportamentos que interfiram na integridade, intimidade e bem-estar de seus colaboradores.”

Também aproveito a oportunidade para compartilhar nota mais detalhada – com todas as medidas tomadas pela companhia relativas ao combate do coronavírus:

A JBS vem adotando medidas para garantir a saúde, o bem-estar e a segurança de todos os seus colaboradores, fornecedores e clientes. Entre as providências tomadas pela Companhia, destacam-se:  

– Reforço e contínua comunicação sobre medidas de prevenção e cuidado, como higienização das mãos, uso do álcool em gel, distanciamento social e outras, recomendadas pelas autoridades da área de saúde como efetivas no controle do contágio;  

– afastamento dos colaboradores que se encaixam no grupo de risco, como pessoas com mais de 60 anos de idade e gestantes, além de implantação de rotinas de trabalho remoto, quando possível;  

– ampliação da frota de ônibus que faz o transporte local dos colaboradores e intensificação da higienização entre as viagens, além da criação de novas rotinas de horários alternados para as pausas e refeições, onde é aplicável;

– Proibição de viagens internacionais e redução, ao máximo, das viagens domésticas por colaboradores da empresa;

– quarentena de 14 dias a todos que retornem de países-foco da doença com retorno ao trabalho somente após a constatação de que está livre do vírus;

– Proibição de visitantes internacionais e restrição de visitas nacionais a nossas operações, instalações e escritórios;

– Criação de protocolos de emergência para qualquer membro da equipe que apresente sintomas.

A JBS aprimorou ainda mais as medidas de controle, saneamento e limpeza em todas as suas instalações para garantir que não há nenhum risco para a sua produção ou para seus produtos.  

A empresa segue no propósito inabalável de trabalhar para garantir o abastecimento e a oferta de produtos e serviços da mais alta qualidade aos seus clientes e consumidores no país e no mundo.

Comentários