Petz passa a dar folga a funcionários que adotarem um animal: Licença PETernidade

640

Quem já adotou um bichinho sabe: os primeiros dias dele na casa nova são difíceis e requerem bastante atenção e cuidado para que a adaptação ocorra da melhor forma possível, pensando nisso a Petz, rede de petshops, criou a licença “PETernidade“.

Eu particularmente já passei por uma situação muito difícil, onde adotei um pet e a adaptação dele não foi da forma que imaginava, então ver uma iniciativa como essa faz todo sentido.

A Licença funciona da seguinte forma: ao realizar a adoção de um cão ou gato, os colaboradores da rede de petshops deverão notificar o RH da empresa, apresentando as devidas documentações que comprovam a iniciativa, e então passam a usufruir do benefício de dois dias livres para cuidar do pet.

O benefício vale para os mais de 5.300 colaboradores das 139 unidades da rede de pet shop e do Centro Veterinário Seres em todo o país. Assim, o funcionário que planeja ter um peludo em casa deve procurar seu gestor com cinco dias de antecedência e, depois, apresentar documento que comprove a ação. Isso, diz a empresa, para alertar sobre a importância da adoção responsável.

O projeto propõe um grande movimento que começa com a Petz e deve contagiar empresas de diferentes segmentos, a fim de gerar na sociedade uma conscientização na importância do bem-estar animal. Garantir a adaptação adequada com a chegada de um pet é zelar pela qualidade de vida deles e um compromisso com o bem-estar físico, mental e emocional dos bichinhos.

“Acreditamos que a licença PETernidade possibilitará uma melhor conexão entre o tutor e seu pet. Parte dos comportamentos indesejados dos pets são consequência de ambientes inadequados para acolher seus instintos. Essas situações podem ser evitadas ou minimizadas com ações simples como a adoção de rotinas e a prática do enriquecimento ambiental, com adaptações do ambiente doméstico que estimulem experiências semelhantes às existentes na natureza, conforme as necessidades e comportamentos de cada espécie”, relata a Dra. Valéria Correa, diretora técnica da rede Petz e do Centro Veterinário Seres.

Além da licença que fomenta a adoção responsável para os seus colaboradores, o projeto PETeternidade contempla uma curadoria de conteúdo para ampliar informações relevantes para o tutor que acaba de adotar um bichinho. No site Licença Peternidade  a rede concentra orientações e dicas para o período de adaptação a nova rotina da família.

A ação integra outras iniciativas da Petz voltadas ao bem-estar e saúde animal, como o Programa Adote Petz, que trabalha na conexão de futuros tutores com pets disponíveis para a adoção, e conta com mais de 90 ONGS e Protetores homologados. O Programa, que existe desde 2007, acaba de atingir a marca de 50 mil adoções, está presente em 55 cidades brasileiras, e atua com rigorosos critérios de homologação e profissionalização de ONGs e protetores.

 

FONTE:R7