Moradores de Colorado do Oeste convivem com mau cheiro de esgoto em córrego

Vazamento ocorre em área próxima da pracinha, no Centro da cidade

1044
Foto: Internauta

Moradores de Colorado do Oeste convivem com o mau cheiro provocado pelo vazamento de esgoto, possivelmente de origem clandestina, que descarrega no córrego central da cidade. A água tem uma coloração escura e um cheiro insuportável para quem vive próximo ao local. Os residentes reclamam que o córrego se tornou criadouro de ratos e insetos, incluindo a criação de mosquitos Aedes aegypti.

O problema estaria acontecendo há anos e se agravou na última semana depois que máquinas da Secretaria de Obras do município quebraram parte da tubulação de drenagem do córrego durante um serviço de limpeza.

Vídeos e fotos feitos no local mostram a estrutura danificada e uma água de coloração escura escorrendo, formando um verdadeiro esgoto a céu aberto. Quem mora na região ou passa pelo local diariamente está inconformado com a situação. (Veja o vídeo.)

A reportagem não conseguiu contato a administração municipal.

Em fevereiro deste ano o Ministério Público do Estado de Rondônia obteve, em Juízo, a condenação do município de Colorado do Oeste, a formular a Política de Saneamento Básico com a respectiva elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico geral.

Conforme o MP, não há rede de captação e tratamento de esgotamento sanitário na cidade, sendo todo o esgoto gerado pela população, hospitais e pontos comerciais despejados por meio de fossas rudimentares ou sépticas, sendo esta última detentora de certos tratamentos, porém, ainda assim contamina o meio ambiente (solo, lençol freático, rios e mananciais).