PR: Homem mata o próprio irmão e é flagrado pela PM limpando camisa de sangue

Na madrugada desta quarta-feira (12), em Curitiba , um homem foi agredido e morto com golpes de facas após uma briga com seu irmão.

356

Na madrugada desta quarta-feira (12), em Curitiba , um homem foi agredido e morto com golpes de facas após uma briga com seu irmão . Os homens, um de 41 e outro de 32 anos, viviam no mesmo terreno, mas em casa separadas. E foi durante a madrugada enquanto bebiam juntos, uma discussão foi iniciada e o irmão mais velho desferiu golpes e deu facadas em seu irmão mais novo que morreu no terreno de suas casas. O agressor foi preso em flagrante. As informações foram apuradas pelo Banda B.

Crime ocorreu na rua Manoel Albano Roskamp e conforme informações das autoridades, o irmão mais velho foi avistado na casa dos fundos, com bastante sangue pelo chão e estava tentando limpar uma camiseta sua que estava coberta de sangue no momento da chegada da Polícia Militar.

“A equipe viu que na casa dos fundos tinha um cidadão preocupado com o que estava acontecendo. Quando a equipe pediu para ele abrir a porta, estava com a casa inteira cheia de sangue. A equipe viu que tinha muda de roupa coberta de sangue que o cidadão estava tentando lavar naquele momento. Ele estava completamente embriagado”, contou o tenente Martins, do 20º Batalhão da Polícia Militar.

Ao ser questionado, os policias conseguiram descobrir que a vítima era o irmão do agressor. “Ele já contou umas três, quatros versões diferentes que ele não estava ali, que ele não viu o irmão, que ele chegou depois. Depois falou que brigou com o irmão e foi embora. Então, ao que tudo indica, um irmão acabou assassinando o outro”, disse o policial.

Ainda de acordo com as informações da PM, o c onsumo da bebida alcoólica aconteceu antes da ação trágica. “Pelo odor etílico do hálito do rapaz e talvez de até alguma outra substância nós não descartamos essa hipótese”, manifestou o tenente Martins.

O agressor foi preso em flagrante e o corpo de seu irmão foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.

 

Fonte: (iG)