ATILA IBÁÑEZ – COLUNA DO DIA 14 DE AGOSTO DE 2020

841

▓ ▓ ▓

Julianna Caputi, estudou na Instituição de Ensino AVEC. Mora em Vilhena, é de Vilhena. Seu aniversário aconteceu dia 9 de agosto. Nós desejamos para Julianna um feliz aniversário e que Deus o abençoe sempre a sua vida.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Vitória Carolina Guareschi, hoje reside em Arignac.  Casada com Wilian Alves. Seu aniversário aconteceu neste mês de agosto.

Desejamos a Vitória muitos anos de vida e que Deus abençoe sua vida. Parabéns pela passagem do seu aniversário. Seja sempre feliz. É o que nós desejamos.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Elmirian Brasil e Alessandro, seu filho. O aniversário de Elmirian aconteceu em 8 de agosto. Trabalha no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia – IFET.

Estudou na instituição de ensino AVEC – Faculdade AVEC de Vilhena, mora em Cuiabá, é de Matos Costa. Para a Elmiriam nossos aplausos pela passagem do seu aniversário.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

De aniversário esteve Neide Ikino (Neide Keiko). Enfermeira Federal do ex-território de Rondônia na empresa Ministério do Planejamento.

Trabalha na Sesau – Secretaria da Saúde de Rondônia. A amada enfermeira esteve comemorando data nova. Cantamos-nos bem altos os parabéns pra você.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Este colunista esteve na Escola de Música Dom Divino do cantor, compositor e violeiro Brutos Viola.

Gravamos uma entrevista com o professor para o Programa “Night In Black Tie” – SIC TV Record Vilhena.

O programa será exibido às 11:00 horas da manhã. Todos os sábados. Aguarde! Agradeço ao cantor pela entrevista e as músicas apresentadas.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Essa grande figura já residiu em Vilhena por muitos anos. Foi proprietário da maior discoteca de Vilhena e do Sul de Rondônia. A “Discoteca Crocodillos”.

Adevair Gomes continua sendo personalidade ícone da nossa cidade. Hoje reside em outro estado, mas não esquece a terrinha.

O moço esteve de aniversário. Seus amigos, desejamos ao impoluto muitos anos de vidas. Que Deus esteja sempre ao seu lado. Parabéns Adevair.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

 

O pré-candidato a vereador Dalterson Vieira continua sua caminhada com firmeza.

Visitando amigos, telefonando, conversando com as pessoas pelas ruas.  Dalterson é muito recebido pelos amigos e familiares.

O eleitor este ano, está tendo outro olhar para os candidatos. Dalterson conversa com seus futuros eleitores, de tete a tete, olho no olho, mostrando a “cara” para que ninguém tenha dúvida do seu objetivo e trabalho no futuro legislativo municipal.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Um casal sintonizado. O colunista conversou por várias horas com o jovem empresário Jorge Rickli – Funerária Canaã.

Estudou na instituição de ensino UNOPAR. Frequentou a Escola Estadual Machado de Assis, mora em Vilhena. É casado com Elizangela Marinho. O casal é destaque em nosso “Night In Black Tie”. Nosso respeito e admiração aos jovens empresários.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Dia 15 de agosto o nosso cantor, compositor, Mário Mileo. Lá de Manaus-AM estará fazendo um “live” para todos seus fãs e admiradores.

Vamos aguardar e prestigiar o nosso representante da arte vilhenense. Tenho certeza que será um sucesso. Vamos ficar ligado à rede social. Sucesso meu querido amigo.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Casal ícone da sociedade vilhenense. Valdir e Tida. Hoje estão recolhidos ao aconchego de sua casa. A pandemia os deixou quietinhos.

O casal é dinâmico, cheio de vida. Mais uma vez são destaques em nosso em nossa coluna social “Night In Black Tie”. Um grande abraço ao casal e meus respeitos.

A Imobiliária “Vitória Imóveis” voltou a ser um dos nossos anunciantes na página. Obrigado Jalcir Granzotto Arruda pela confiança.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Professor Pascoal Aguiar. A foto mostra o Mestre discursando na sua posse na Academia Vilhenense de Letras. Pascoal é Diretor da FARON – Faculdade Marechal Rondon.

O professor estará no programa “Night In Black Tie” SIC TV RECOR VILHENA – a partir das 11:00hs da manhã de sábado.

Gracías Maestro por la entrevista a este periodista.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Lawrence Pablo Ibáñez França – advogado e historiador. Junto a sua musa inspiradora a comerciária Pamela Sabrina – AREZZO.

Hoje o casal mais uma vez é destaque em nossa página social. Desejo felicidades e que Deus os abençoe sempre. Que tenham vidas longas em seu casamento.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Lembrança e saudade. Essa grande figura não sai da minha cabeça. Esse é o meu pai. Deixou-nos há muito tempo. Faz-se sete anos.

Contribuiu muito para o desenvolvimento do vale do Guaporé. Por muitos anos foi Comandante dos barcos que navegavam pelo rio de Guajará-Mirim a Vila Bela da Santíssima Trindade.

Conhecido por todos como Comandante Roberval. Roberval de Souza França era o meu pai. Saudade!

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

BOLA CHEIA – Para as pessoas que tem consciência de que o coronavírus é uma doença que ceifa vidas. Continuam em suas casas sem fazer aglomerações. Resguardando-se.

▓ ▓ ▓

BOLA MURCHA – Para àqueles que ainda não se conscientizaram que a pandemia  assola o mundo – coronavírus é uma doença devastadora. Continuam aglomerando-se em festas particulares e balneários ao redor de nossa cidade.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Célia Benelli Campello nasceu na capital paulista e foi criada em Taubaté. Começou sua carreira precocemente: dançou “Tico-Tico no Fubá” aos cinco anos numa apresentação infantil. Com seis anos cantou na Rádio Cacique em Taubaté, onde passou toda sua infância. Tornou-se uma das participantes do Clube do Guri (Rádio Difusora de Taubaté). Estudou piano, violão e balé durante a infância.

Aos doze anos já tinha o próprio programa de rádio, também na Rádio Cacique. Aos quinze anos de idade (1958) gravou o primeiro disco, em São Paulo no outro lado do primeiro 78 rotações do irmão Tony Campello que a acompanhou em boa parte da carreira como cantora e atriz. Estreou na televisão no programa Campeões do Disco, da TV Tupi, em 1958. Em 1959 estreou um programa próprio ao lado do irmão Tony Campello, intitulado Celly e Tony em Hi-Fi, na Rede Record, o qual apresentou por dois anos.

O sucesso

Celly Campello nos anos 60.

A carreira explodiu em 1959 com a versão brasileira de Stupid Cupid, que no Brasil virou Estúpido Cupido. A música foi lançada no programa do Chacrinha e se tornou um sucesso em todo país no ano de 1959. Nesse mesmo ano participou do longa-metragem de Mazzaropi, Jeca Tatu.

Durante a vida gravou outros sucessos: Lacinhos Cor-de-RosaBillyBanho de Lua 1960, que lhe renderam inúmeros prêmios e troféus, inclusive no exterior, e lhe deram o título de Rainha do Rock Brasileiro.

Para tristeza de toda uma geração que se espelhou no trabalho, Celly abandonou a carreira no auge, aos 20 anos, para se casar e morar em Campinas. Foi em 1962, com José Eduardo Gomes Chacon, o namorado desde a adolescência e passou a se chamar Célia Campello Gomes Chacon. Com José Eduardo, com quem permaneceu casada até falecer, Celly teve dois filhos, Cristiane e Eduardo, e dois netos.

Celly vinha sendo cogitada para apresentar o programa Jovem Guarda (TV Record), ao lado de Roberto e Erasmo Carlos. Como abandonou a carreira, Wanderléa tomou seu lugar.Em 1968, Celly lançou um LP em homenagem aos 10 anos na gravadora Odeon.

Revival nos anos 70

No início da década de 1970 tentou relançar a carreira: apareceu no Hollywood Rock, pioneiro festival de rock no Rio de Janeiro, se apresentado com o irmão Tony Campello. O evento foi filmado para o documentário Ritmo Alucinante, lançado no mesmo ano. Em 1976, foi trazida de novo ao sucesso graças a telenovela Estúpido Cupido (homônimo do grande sucesso, de 1959) na TV Globo, na qual gravou uma participação especial. Incentivada pelo sucesso da novela, tentaria retomar a carreira, chegando a gravar um disco e fazendo alguns espetáculos. Depois do término da novela, ainda gravou, nos três anos seguintes, uma série de compactos simples e duplos pela RCA, com versões de sucessos internacionais do fim dos anos 70, como Saudade (It’s a Heartache) e Só entre Dois Amores (Torn Between Two Lovers [en]).

Vítima de um câncer de mama, Celly faleceu em 4 de março de 2003, no Hospital Samaritano, sendo sepultada no dia seguinte no Cemitério Parque Flamboyant, ambos localizados em Campinas.

Em 2008, a emissora de televisão Rede Globo licenciou as canções “Banho de Lua” e “Broto Legal” para serem utilizadas como música incidental da novela Ciranda de Pedra; nenhuma das duas foi incluída no CD de trilha sonora da novela.

Celly era descendente de Italianos.