Notícia publicada às 15:22:12 - 12/07/2018 e lida: 243 vezes   
    
  
  
Acir Gurgacz defende investimento nas micro e pequenas empresas
Segundo dados divulgados pelo Sebrae e IBGE, esses empreendimentos representam 27% do PIB nacional...

Acir Gurgacz defende investimento nas micro e pequenas empresas
Acir Gurgacz defende investimento nas micro e pequenas empresas
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Assessoria

A importância das micro e pequenas empresas para o crescimento econômico do Brasil foi destacada em Plenário, nesta quinta-feira (12), pelo senador Acir Gurgacz (PDT-RO).

Segundo dados divulgados pelo Sebrae e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), citados pelo senador, esses empreendimentos representam 27% do PIB nacional e são responsáveis por pelo menos 60% dos quase 100 milhões de empregos no país.

O índice, ressaltou Acir, reflete-se também no campo, onde o número de estabelecimentos é de 2 milhões, com 84% relacionados à agricultura familiar. Em Rondônia, dos quase 120 mil estabelecimentos rurais, 102 mil são enquadrados na base familiar, o que equivale a 85% da produção do estado, disse ele.

Ainda de acordo com Acir Gurgacz, o setor emprega mais de 250 mil pessoas, correspondendo a 80% da mão de obra do campo, e 74% do valor bruto da produção agropecuária rondoniense. Por este motivo, o parlamentar defendeu investimentos maciços no setor, com ações como políticas de crédito, de incentivos fiscais e mais apoio do governo.

"São as micro e pequenas empresas que resistem às crises cíclicas da economia e que podem ajudar o país a sair de mais esta que estamos atravessando. É disso que temos que tratar, de apoiar os trabalhadores, os empreendedores individuais, as pequenas e médias empresas. É sobre isso que precisamos legislar", apontou.

 

 

FONTE: Assessoria

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.