Notícia publicada às 16:28:20 - 10/07/2018 e lida: 2153 vezes   
    
  
  
Antes de ganhar liberdade Vania Basílio precisará passar por avaliação psiquiátrica, determina Justiça
Vania foi diagnosticada com sociopatia em 2016.

Antes de ganhar liberdade Vania Basílio precisará passar por avaliação psiquiátrica, determina Justiça
Antes de ganhar liberdade Vania Basílio precisará passar por avaliação psiquiátrica, determina Justiça
Foto: Vilhena Notícias/Arquivo

Por
Redação

Às vésperas de deixar o regime fechado, para cumprir pena no semiaberto, Vania Basílio Rocha, de 21 anos, precisará passar por perícia psiquiátrica. A determinação é da 2ª Vara Criminal em Vilhena, objetivando avaliação médica para verificar a saúde mental e periculosidade. Vania foi condenada a oito anos e quatro meses de prisão por ter assassinado no dia 30 de dezembro de 2015, o namorado Marcos Catânio Porto, a facadas. Sua saída do regime fechado, segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia, está marcada para a segunda-feira, dia 23 de julho.

Veja
Condenada por matar o namorado durante o ato sexual poderá ir para o regime semiaberto este mês

A Justiça diz que a ré preenche os requisitos para a obtenção de progressão de regime. O Ministério Público de Rondônia emitiu parecer favorável à concessão do benefício, contudo, o resultado da perícia psiquiátrica será determinante para que Vania possa passar ao regime semiaberto, onde a pessoa tem o direito de trabalhar e fazer cursos fora da prisão durante o dia, mas deve retornar à unidade penitenciária à noite.

Quatro meses antes de ser condenada, Vania foi diagnosticada com sociopatia – uma psicopatologia que provoca um comportamento impulsivo, hostil e antissocial –, com base em laudos médicos. Na época o TJ disse que “ela não poderia ser isenta de responder por seus atos judicialmente”, pois apresentou capacidade plena de entender o caráter criminoso do fato”. Com isso, Vania foi considerada semi-imputável – redução da capacidade de compreensão ou vontade –, e levada a júri popular.

Em abril deste ano a direção do presídio feminino confirmou à imprensa que Vania tem bom comportamento e realiza o tratamento médico determinado pela Justiça em razão da doença mental e participa de atividades socioeducativas. O livramento condicional dela é previsto para o dia 30 de outubro de 2020.

O crime

Com 19 anos, na data do crime, Vania foi presa pela Polícia Militar minutos depois de cometer o homicídio. Ela admitiu ter esfaqueado o namorado Marcos, à época com 26 anos, dentro de um dos quartos da residência dele, no bairro Bodanese, em Vilhena.

Horas depois de ser presa Vania concedeu entrevista à reportagem do Vilhena Notícias, e disse, na ocasião, que tinha acordado na manhã daquele dia com vontade de matar alguém. Ela ainda narrou que antes de se encontrar com Marcos, ligou para um ex-namorado o convidando para sair, mas o ex teria rejeitado o convite, e diante disso, telefonou para a vítima, com quem ela teve um relacionamento de 9 meses, e o convidou para ter relação sexual. Já na casa do rapaz, o casal foi para o quarto e Marcos então teria se despido e começado a praticar sexo oral na garota, momento este em que ela travou com as pernas o pescoço da vítima e de posse de uma faca que havia levado em sua bolsa, deu o primeiro golpe na garganta de Marcos, que sem poder reagir, teve seu pescoço e abdômen golpeados por onze vezes, segundo apontou o laudo do Instituto Médico Legal (IML). Havia perfurações no pescoço, abdômen, braços, mão e pernas.

Na casa estava um irmão da vítima que não conseguiu salvá-lo, pois, a porta do cômodo havia sido trancada por dentro.

 

Leia mais

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.