Notícia publicada às 20:53:02 - 07/07/2018 e lida: 2604 vezes   
    
  
  
Suposto despejo de lixo hospitalar era na verdade doação de cama e berço para mulher que dormia no chão
O caso ganhou destaque após um site da cidade divulgar uma denúncia falsa de que teria sido descarregado material infectante do Hospital Regional numa residência.

Suposto despejo de lixo hospitalar era na verdade doação de cama e berço para mulher que dormia no chão
Suposto despejo de lixo hospitalar era na verdade doação de cama e berço para mulher que dormia no chão
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Redação

A secretaria municipal de Assistência Social prestou apoio nesta semana à doação de um berço e uma cama para uma gestante em situação de vulnerabilidade social, que é acompanhada pela Unidade Básica de Saúde Afonso Mansur. O caso ganhou destaque na manhã deste sábado (7), em um site da cidade após uma pessoa, não identificada na matéria, fotografar a entrega e fazer uma denúncia falsa de que teria sido descarregado material infectante do Hospital Regional numa residência.

A secretária municipal de Assistência Social, Patrícia da Glória, explica que as fotos dizem respeito à entrega dos móveis para uma mãe que dormia no chão por falta da cama. “Esta é uma mãe que já é acompanhada pelo posto de saúde e está grávida de 38 semanas. No dia 5 de julho, quinta-feira, o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) identificou a necessidade e conseguiu a doação da cama e do berço para a mãe. A Semas, então, buscou os móveis e realizou a entrega para a mãe, conforme as fotos em anexo”, conta Patrícia.

A ação foi possível devido à solidariedade de pessoas que se mobilizaram em um grupo de amigos. A coordenadora do CRAS, Juliane Zanardi, recebeu a informação da necessidade da mãe e publicou em um grupo de redes sociais. Logo em seguida uma participante se disponibilizou a fazer a doação para a mãe, que já havia sido beneficiada anteriormente com outras doações de roupas e itens de necessidade básica. A entrega foi feita na casa da mãe, no bairro BNH, próximo ao Colégio da Polícia Militar Tiradentes V, antigo Zilda.

Tanto a Secretaria de Saúde quanto a de Assistência Social reiteram seu compromisso em trabalhar para ajudar todos que estejam em necessidade, principalmente aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

 

 

FONTE: Informativo da Semcom

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.