Notícia publicada às 10:11:12 - 29/06/2018 e lida: 501 vezes   
    
  
  
Pedro Mancebo, ex-delegado Geral da Polícia Civil é pré-candidato ao Senado Federal
Na opinião de Pedro Mancebo, o Brasil hoje tem três grandes problemas que se destacam dos demais e que causam grande preocupação ao povo e a qualquer governante, que são a Saúde, a Educação e a Segurança Pública.

Pedro Mancebo, ex-delegado Geral da Polícia Civil é pré-candidato ao Senado Federal
Pedro Mancebo, ex-delegado Geral da Polícia Civil é pré-candidato ao Senado Federal
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Assessoria

O Delegado de Polícia e Professor Universitário Pedro Mancebo, Ex-Diretor Geral da Polícia Civil do Estado de Rondônia, filiado ao “Podemos”, confirmou que é pré-candidato ao Senado Federal para as eleições de outubro próximo.

Na opinião de Pedro Mancebo, o Brasil hoje tem três grandes problemas que se destacam dos demais e que causam grande preocupação ao povo e a qualquer governante, que são a Saúde, a Educação e a Segurança Pública. Ele acredita que reúne condições e experiências suficientes para este grande desafio, já que exerceu atividade na Segurança Pública por quase 30 anos, e cumulativamente há 24 anos o magistério.

Pedro Mancebo é formado pela Faculdade de Direito de Itapetininga (SP) e pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal e em Direito Processual Civil, Pedro Mancebo está em Rondônia desde 1989. Já foi Delegado Adjunto e Delegado Titular da 2ª DP de Ji-Paraná por 5 anos, Delegado Regional em Ji-Paraná durante 5 anos e meio, Diretor do Instituto de Identificação de Rondônia por quase 10 anos, onde assinou mais de 550 mil identidades, além de informatizar e modernizar o órgão, foi também Diretor da Polícia Metropolitana por 1 ano, Diretor Executivo da Polícia Civil e ocupou o cargo máximo da Instituição Polícia Civil, sendo o Delegado Geral pelo período de 3 anos e 9 meses entre 2012 a 2015, período este que pertenceu ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia do Brasil, onde foi Presidente e Vice-Presidente Nacional daquele Conselho, e por último exerceu suas atividades na Corregedoria de Polícia Civil.

Durante sua Carreira combateu veemente o crime organizado e a Corrupção e sempre prezou pela valorização policial em todos os aspectos. É também Professor de Direito Penal e Processual Penal desde 1994, com atuação nas principais faculdades de direito do Estado e atualmente na FARO em Porto Velho.

Nas eleições deste ano, estarão em disputa, além das vagas para Presidente, Governador, Deputados Federais e Deputados Estaduais, duas vagas para o Senado Federal, e Mancebo acredita no sentimento de renovação que a população tem demonstrado e coloca o seu nome à disposição do Partido “Podemos”, para que seja levado à convenção partidária e confirmando a sua candidatura, buscará o apoio de amigos e colegas policiais civis, da área jurídica, alunos e ex-alunos, professores, mas principalmente da população em geral, mostrando no momento oportuno seu plano de trabalho e as suas propostas, para apreciação popular.

Natural de Itapeva (SP), Pedro Mancebo é casado e pai de três filhos, há mais de 29 anos residindo no Estado de Rondônia, aposentou em Maio de 2018 como Delegado de Polícia e continua exercendo o Magistério, e quer enfrentar o desafio de poder ser o representante das áreas da segurança pública e da educação no Senado Federal. Entende que o papel do Senador é representar o Estado pelo qual é eleito, e acredita que com um trabalho desenvolvido em prol dessas categorias, estará ajudando a minimizar alguns dos maiores problemas enfrentados pela população.

 

 

FONTE: Assessoria

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.