Notícia publicada às 16:38:38 - 26/06/2018 e lida: 1804 vezes   
    
  
  
Polícia Civil investiga denúncia de suposto abuso sexual a estudantes da APAE
Diretor e motorista foram afastados.

Polícia Civil investiga denúncia de suposto abuso sexual a estudantes da APAE
Polícia Civil investiga denúncia de suposto abuso sexual a estudantes da APAE
Foto: Reprodução/Ésio Mendes/Decom

Por
Redação

Uma investigação da Polícia Civil de Vilhena iniciada no final de 2017 para apurar denúncias de abuso sexual a alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), levou os investigadores a uma operação na sede da instituição na manhã desta terça-feira (26) e o diretor Aimoré Ferreira Barros e um outro funcionário que atua como motorista foram afastados e farão uso de tornozeleira eletrônica até o fim das investigações. Durante as buscas na APAE a polícia apreendeu computadores e documentos.

Em dezembro do ano passado Aimoré Barros prestou depoimento à Polícia Civil e teria negado as denúncias. À época, a reportagem do Vilhena Notícias procurou o diretor e ele disse que tudo não passava de um equívoco: “o caso é mantido sob sigilo e não podemos nos pronunciar, mas provaremos no momento oportuno que as denúncias são infundadas”. Ainda em dezembro o servidor da APAE, Ramos, foi afastado por ter sido denunciado por um dos alunos da associação. O funcionário é irmão do diretor.

As investigações que são mantidas sob sigilo estão sendo conduzidas pela delegada Solângela Magalhães titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) e atua no combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

 

O outro lado

A reportagem entrou em contato com a APAE. Uma funcionária que prefere não ter o nome divulgado diz que a presidente da instituição convocou uma reunião para avaliar a situação. Amanhã quarta não haverá aula em decorrência do 3º jogo do Brasil na Copa do mundo e na quinta-feira (28) uma nova reunião deverá definir um novo diretor para a escola.

O site apurou que com a operação da PC os alunos ficaram sem aula no dia de hoje, isso porque o motorista do ônibus, alvo da operação, foi afastado por determinação judicial.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais foi fundada em fevereiro de 1981 em Vilhena e tem na atualidade mais de 180 alunos em Educação Infantil, Ensino Fundamental I e EJA, segundo o senso escola de 2017.

 

Leia também

18 de maio: O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.