Notícia publicada às 19:00:35 - 19/06/2018 e lida: 4072 vezes   
    
  
  
Homem é condenado por matar esposa com pancada na cabeça
Acusado do crime permaneceu preso desde a data do homicídio.

Homem é condenado por matar esposa com pancada na cabeça
Homem é condenado por matar esposa com pancada na cabeça
Foto: Reprodução/Débora ao lado de Tiago

Por
Renato Spagnol

O Tribunal do Júri da comarca de Cerejeiras julgou esta terça-feira (19) e condenou a 18 anos de prisão o réu Thiago Rocha Nogueira de 29 anos, acusado de matar a esposa Débora Mendes Nery no dia 24 de setembro de 2017, por volta das 23h na cidade de Pimenteiras do Oeste. A vítima tinha 19 anos na data do crime.

A Defesa manifestou que irá recorrer da decisão.

 

Acusado disse que esposa se jogou do carro

 

Depois de ser preso acusado do crime Thiago disse em depoimento à polícia que no dia da morte da esposa, os dois estavam bebendo no centro da cidade, quando decidiu ir embora, porém Débora não queria ir. No caminho para a residência do casal, ela teria se jogado para fora do carro, com o veículo em movimento. Depois da queda, Débora entrou novamente no carro e foram embora.

Ao chegar em casa, Tiago contou que a esposa se deitou na cama e começou a sangrar pelo nariz. Como a residência ficava a poucas quadras do hospital, ele decidiu deixar Débora deitada e ir até lá acionar uma ambulância. Após o socorro chegar no local, a jovem foi levada com vida até o hospital do município, onde faleceu.

 

A perícia

Laudos da perícia apontaram que a vítima apresentava um corte profundo na região da nuca e foi morta por causa de uma pancada na cabeça. Os exames periciais não identificaram lesões no corpo da vítima, que poderiam confirmar a versão dada pelo marido de que ela teria se jogado do carro em movimento.

 

Casa incendiada

Dias depois do sepultamento da vítima e com o principal suspeito do crime preso na Casa de detenção de Cerejeiras, o imóvel do casal foi incendiado. Nenhum suspeito foi encontrado, mas a polícia acredita que moradores da cidade tenham colocado fogo na casa por revolta à morte de Débora.

>>Notícia “equivocada” pode ter motivado ataque da população a casa do suspeito pela morte da esposa em Pimenteiras, diz advogado

Além do crime de feminicídio Thiago também era acusado do crime de tráfico de drogas. Na casa onde ele residia com a esposa a polícia encontrou substância entorpecente aparentando ser maconha, que totalizou cerca de 770 gramas. Dessa acusação ele foi absolvido.

 

Leia mais

EM PRIMEIRA MÃO: Laudo aponta causa da morte de jovem em Pimenteiras e marido deve responder por homicídio

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.