Notícia publicada às 14:17:43 - 08/06/2018 e lida: 1024 vezes   
    
  
  
Ação da Força Tática do 3º BPM recupera carreta roubada, prende agentes e uma arma de fogo em Vilhena
Diante dos fatos foi dado voz de prisão aos conduzidos e encaminhados à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), juntamente com a carreta com a carga de 60 mil litros de diesel, 220 galões de fungicida e a placa de caminhão encontrada no galpão.

Ação da Força Tática do 3º BPM recupera carreta roubada, prende agentes e uma arma de fogo em Vilhena
Ação da Força Tática do 3º BPM recupera carreta roubada, prende agentes e uma arma de fogo em Vilhena
Foto: Assessoria do 3º BPM

Por
Assessoria do 3º BPM

Na tarde da quinta-feira (07) os Policiais Militares da Força Tática do 3º BPM localizaram e recuperaram carreta roubada, efetuaram a prisão de cinco agentes envolvidos e encontram uma arma de fogo com dois deles, em Vilhena.

Ocorrência Policial

Durante diligências no perímetro urbano da cidade com intuito de localizar uma carreta roubada no dia 06 de junho, contendo óleo diesel - já que até o momento só haviam sido encontrados a  suposta vítima e o suspeito do roubo e o caminhão roubado - a guarnição da Força Tática recebeu informações de que um carro branco com dois indivíduos suspeitos estava estacionado em frente a uma loja de departamentos da cidade.

Os militares foram até o local e durante a abordagem encontraram os agentes Jackson E. B. e Nedivaldo D. S. no carro, em que foi localizado em uma bolsa no banco traseiro um revólver calibre 38, com cinco munições intactas.

O agente Jackson  afirmou ser o proprietário da arma, que estava com Nedivaldo em Vilhena desde o dia 05 de junho e são oriundos do estado de Mato Grosso. Ao serem questionados sobre o motivo de estarem no município entraram em contradições, o que despertou suspeita aos militares - além do fato do celular de um deles receber várias chamadas durante a abordagem.

Os militares solicitaram observar o conteúdo das mensagens de conversas em aplicativo de comunicação instantânea e observaram que era feito comércio de diesel com um indivíduo chamado Ramon. Indagados pelos policiais sobre a carreta de diesel roubada, os homens confessaram que a haviam guardado em um galpão no bairro Parque Industrial.

Os abordados disseram também que um homem apelidado de “Tio”  fez contato dizendo que teria uma carreta com o combustível que Nedivaldo e Jackson ficariam responsáveis pela venda,  “Tio” receberia a quantia de R$120 mil e a dupla ficaria com o restante.

Os militares, junto dos conduzidos, foram até o galpão em que a carreta foi guardada. Ao chegar observaram que já estava sem placa e sem lacre, contendo 60 mil litros de diesel e 220 galões de fungicida. Além disso, os policiais encontraram uma placa de caminhão da cidade de Campos de Júlio, Estado de Mato Grosso.

Nedivaldo e Jackson informaram que apenas comercializavam o diesel roubado e aceitaram marcar um encontro com os compradores em um pátio de combustíveis para esclarecer sobre os fatos. Os militares acompanharam tudo e localizaram em um carro prata outros três envolvidos, sendo eles Ramon L., Maurício S. e Wagner N. B - que foram reconhecidos por Nedivaldo e Jackson como os receptadores da carga roubada de diesel e que haviam realizado anteriormente o pagamento à dupla.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão aos conduzidos e encaminhados à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), juntamente com a carreta com a carga de 60 mil litros de diesel, 220 galões de fungicida e a placa de caminhão encontrada no galpão.

 

 

 

 

FONTE: Assessoria do 3º BPM

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.