Notícia publicada às 08:23:03 - 07/06/2018 e lida: 564 vezes   
    
  
  
Acir aprova relatório para venda de publicidade em rádios comunitárias
Segundo o senador, a proposta vai permitir que não apenas as rádios comunitárias tenham recursos para investir em seus equipamentos, mas também as rádios de cunho educativo, como as de faculdades e escolas.

Acir aprova relatório para venda de publicidade em rádios comunitárias
Acir aprova relatório para venda de publicidade em rádios comunitárias
Foto: Assessoria

Por
Redação

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou nesta
quarta-feira, 6, a relatoria do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) sobre o projeto nº 55/2016, que permite publicidade paga em rádios comunitárias e educativas, de autoria do senador Donizeti Nogueira (PT-TO).

Acir defendeu a sustentabilidade econômica do setor que tem ampla influência no acesso à informação. Uma das maiores preocupações de Acir foi em garantir a sobrevivência e continuidade da comunicação de interesse público, em que a cobertura local é feita na comunidade para ela mesma.

Segundo o senador, a proposta vai permitir que não apenas as rádios
comunitárias tenham recursos para investir em seus equipamentos, mas
também as rádios de cunho educativo, como as de faculdades e escolas. “Essa reivindicação é antiga e com o avanço de outras tecnologias, essas rádios têm enfrentado cada vez mais dificuldades com os custos de suas operações, como água, luz, material de expediente, sites, etc”, enfatizou Gurgacz. 

O projeto também prevê que sejam permitidas apenas as publicidades de
comerciais locais das respectivas comunidades, bairros e cidades. Após
posicionamento favorável à implementação, o projeto segue para votação final na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) nas próximas semanas.

Além do apoio financeiro, Acir relembrou que em abril também foi aprovado o projeto na Comissão Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCT), que amplia a potência das rádios comunitárias, o PLS 513/2017. “Essas são medidas importantes que têm como objetivo garantir que essas rádios consigam exercer seu papel fundamental de fomentar o livre acesso à informação”, salientou Gurgacz.

 

 

 

FONTE: Assessoria

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.