Notícia publicada às 17:20:54 - 30/05/2018 e lida: 4788 vezes   
    
  
  
Caminhoneiro morto pode ter sido perseguido depois que passou por grupo de manifestantes
Polícia diz já ter pistas de responsáveis pela morte

Caminhoneiro morto pode ter sido perseguido depois que passou por grupo de manifestantes
Caminhoneiro morto pode ter sido perseguido depois que passou por grupo de manifestantes
Foto: Reprodução

Por
Redação

O inspetor Max Cabral do núcleo de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, disse que o ocupante de um veículo de pequeno porte pode ter sido o responsável por arremessar a pedra que matou o caminhoneiro José Batistela (70) de Jaru, pouco antes das 15h desta quarta-feira (30), próximo posto de combustíveis Miriam, em Vilhena. Segundo Cabral, o motorista estava parado em um posto de combustível às margens da BR-364 devido a manifestação dos caminhoneiros que acontece desde a semana passada e teria decido seguir viagem sentido Mato Grosso.

>> Motorista é morto a pedrada e jornalista da Globo é agredido durante manifestação em Vilhena

Testemunhas relataram que o caminhão depois que passou por um grupo de manifestantes foi perseguido e ultrapassado por um veículo cujos ocupantes arremessaram uma pedra que quebrou o para-brisa e atingiu a cabeça do caminhoneiro, que morreu no local. Agentes da Polícia Militar, Civil e policiais rodoviários federais apuram as circunstâncias do ocorrido.

No estado há registro de 7 pontos de manifestação dos caminhoneiros, mas sem bloqueio de rodovias, informa a PRF.

Manifestantes investem contra equipe de jornalismo

Um jornalista da equipe da Rede Amazônica, filiada da Globo em Vilhena, foi atingido por uma pedra depois que chegou ao local para fazer a cobertura da morte do caminhoneiro. Homens do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) da Polícia Militar precisaram disparar balas de borracha para dispersar a multidão. A equipe precisou deixar a local escoltada pela polícia.

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.