Notícia publicada às 15:38:01 - 29/05/2018 e lida: 1594 vezes   
    
  
  
Ex-assessora da Semus, Ellen Donadon, diz que ‘prints’ são falsos
Ellen Donadon ainda diz acreditar que a conversa tenha sido gerada através de um aplicativo chamado Fake Chat Conversations.

Ex-assessora da Semus, Ellen Donadon, diz que ‘prints’ são falsos
Ex-assessora da Semus, Ellen Donadon, diz que ‘prints’ são falsos
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

Acompanhada da advogada Carolina Andreazza, a ex-assessora da secretaria municipal de Saúde (Semus) de Vilhena, Ellen Donadon, esteve na redação do Vilhena Notícias na manhã desta terça-feira (29) e negou ter enviados mensagens a quem quer que seja, insinuando uma possível manobra de boicote na Saúde para atrapalhar a gestão do prefeito interino Adilson de Oliveira (PSDB).

A matéria “PRINTS VAZADOS: Ex-secretário e assessora de Rosani confirmariam compra de votos e boicote a prefeito atual” divulgada na segunda-feira (28) pelo Vilhena Notícias, mostra um possível envio de mensagens através do aplicativo WhatsApp na qual a ex-assessora Ellen confirmaria que antes de deixar o cargo, a ex-prefeita e seu ex-secretário da Saúde teriam dado férias a médicos para dificultar a administração de Adilson de Oliveira. Na mensagem que supostamente teria partido do telefone de Ellen, ela escreve: “os médicos estão do nosso lado, a Rosani e o Dr. Vasques deram férias pra maioria, pra cidade parar. E a culpa ser do Adilson”.

Ellen diz que identificou o responsável por disseminar em grupos da rede social os prints e já denunciou o caso à polícia e promete acionar a Justiça para punir os responsáveis. Ela diz não saber se a mesma pessoa que divulgou os prints foi a mesma que manipulou as imagens. Ellen Donadon ainda diz acreditar que a conversa tenha sido gerada através de um aplicativo chamado Fake Chat Conversations, disponível gratuitamente na internet e capaz de gerar uma conversa falsa entre duas pessoas.

Esse aplicativo permite que “você escolha a foto da pessoa e crie uma conversa falsa”, frisou Ellen.

A ex-assessora também diz que irá procurar o Ministério Público Eleitoral, pois se trata de “uma questão eleitoral”. Também irá procurar a Polícia Federal para saber se a divulgação das imagens pode ser configurada como crime cibernético.

O outro citado na matéria, o ex-secretário de esportes, Natal Jacob também negou ter enviado mensagens que indicariam uma suposta compra de votos em favor de sua candidata, Rosani Donadon.

>> MONTAGEM: Ex-secretário afirma que ‘prints’ são falsos e buscará os culpados

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.