Notícia publicada às 08:35:34 - 30/04/2018 e lida: 1750 vezes   
    
  
  
Fantástico exibe reportagem que destaca eficiência da Polícia Civil do interior de RO em solucionar homicídios
Dos 83 crimes contra a vida praticados nos últimos 8 anos, apenas 1 ainda não foi solucionado.

Fantástico exibe reportagem que destaca eficiência da Polícia Civil do interior de RO em solucionar homicídios
Fantástico exibe reportagem que destaca eficiência da Polícia Civil do interior de RO em solucionar homicídios
Foto: Reprodução/Globo

Por
Renato Spagnol

O trabalho de resolução de crimes de assassinatos pela Polícia Civil de Pimenta Bueno, responsável ainda por conduzir inquéritos de outras duas cidades, Primavera de Rondônia e São Felipe D’Oeste, foi destaque em uma reportagem especial exibida neste domingo (29) pelo Fantástico, a revista eletrônica da Rede Globo. A região tem uma população estimada de 50 mil habitantes.

O apresentador Tadeu Schmidt, destacou que a polícia pimentense consegue resolver quase 100% dos casos de homicídios, e o segredo de tanta eficiência é “começar as investigações logo nas primeiras horas depois do crime”.

Nos últimos oito anos foram registrados 83 homicídios na região, e apenas 1 ainda não foi solucionado. Os números apontam que a polícia de Pimenta tem um índice de 98,7% de casos solucionados. “Um resultado invejável em qualquer lugar do mundo”, cita a reportagem.

Um caso que repercutiu em todo o estado foi lembrado na reportagem, o da universitária de 26 anos Kátia Saldanha, filha de um empresário de Pimenta Bueno, vítima de latrocínio em dezembro de 2013. Relembre >> Assassinos da universitária Kátia Saldanha são condenados a mais de 80 anos de prisão. O corpo da estudante foi encontrado em menos de 24 horas após a polícia ser acionada, já os assassinos foram identificados em menos de 48 horas após o crime.

Para o delegado Arismar Araújo – diretor de Polícia Civil do interior do estado – “em homicídio não se deixa nada para o outro dia, tudo tem que ser feito imediatamente: checagem de álibis, inquirição de testemunhas, tem que ser feito imediatamente”.

Em relação ao único crime que ainda não foi solucionado – ocorrido no réveillon de 2015, quando uma mulher de 42 anos foi morta a facadas de sua própria residência – o delegado Juarez Lourenço disse que o policiamento estava em escala de plantão na época: “quando chegamos depois de 15 dias [após o crime] não conseguimos pegar o ‘fio da meada’ e conseguir elucidar, ainda”.

A delegacia de Pimenta tem em curso cerca de 600 inquéritos. A média de homicídios na região é de 0,8%, menos de um por mês. A média nacional é de uma pessoa assassinada a cada 10 minutos.

Assista a íntegra da reportagem clicando aqui. Ou veja o vídeo logo abaixo.

 

Leia também

Número de assassinatos reduz 36% em Vilhena; índice de homicídios solucionados chega a 78%, aponta PC

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.