Notícia publicada às 13:16:41 - 25/04/2018 e lida: 735 vezes   
    
  
  
Semec e clubes assinam TAC visando mais segurança no estádio
Nos últimos jogos, no estádio Portal da Amazônia, válidos pelo Campeonato Rondoniense, manifestações de violência deixaram em alerta os representantes de clubes, a administração do estádio e, principalmente, o comando da Polícia Militar em Vilhena.

Semec e clubes assinam TAC visando mais segurança no estádio
Semec e clubes assinam TAC visando mais segurança no estádio
Foto: Assessoria

Por
Redação

A segurança nos estádio, antes, durante e depois dos jogos, tem sido um tema de discussão em todos os estados brasileiros que busca de soluções para evitar a violência dentro e fora do gramado. Nos últimos jogos, no estádio Portal da Amazônia, válidos pelo Campeonato Rondoniense, manifestações de violência deixaram em alerta os representantes de clubes, a administração do estádio e, principalmente, o comando da Polícia Militar em Vilhena.

O assunto foi tratado numa reunião que aconteceu na segunda-feira, 23, no 3º Batalhão de Polícia Militar, na sala do subcomandante, capitão PM, Diego Batista Carvalho. O encontro reuniu os representantes do Vilhenense Esporte Clube, através do presidente, Waldir Kurtz, do supervisor Barcelona Futebol Clube, Thiago Batizoco, secretário de Esporte e Cultura (Semec), Natal Jacob. Participaram ainda, o capitão PM chefe da Divisão Operacional, Helberth Aldmias Soares Ferreira, o 2º tenente comandante da 2ª Companhia de Policiamento Ostensivo, Marcelo Eduardo Nicácio Chagas, a 3ª sargento PM, representando o comandante da 1ª Companhia de Policiamento Ostensivo, Maguilani Pereira dos Anjos.

No início da reunião, o capitão Carvalho destacou que a importância de adaptação dos procedimentos policiais em jogos de futebol em Vilhena. “A quantidade de times, representando Vilhena, aumentou este ano (Barcelona, VEC e Vilhenense). O campeonato começou com três equipes vilhenenses, elevando o nível competitividade entre os torcedores. Atualmente só temos dois (Barcelona e Vilhenense) e o tínhamos um número bem maior de jogos em relação ao campeonato em 2017. Além disso, este ano estamos com um número de efetivo policial menor e o estádio oferece limitações de espaço físico. Tudo isso são fatores que dificultam a manutenção da segurança no estádio, como ocorreu cerca de duas semanas, quando torcedores chegaram a invadir o campo”, disse.

Ainda durante o encontro, questionamentos sobre a divisão de torcedores de cada clube por arquibancada, a possibilidade de intervenção das vias que dão acesso ao estádio em dias de jogos, a proibição do acesso de carros mediante normativa a ser providenciada pela Semec. Na avaliação dos representantes da PM, faz-se necessário que sejam determinadas quais as competências da Polícia Militar, e como os clubes podem contribuir com a segurança do local. “As atribuições da Polícia Militar não abrangem certas áreas do estádio, pois priorizamos sempre as áreas de maior concentração de pessoas”, salientou o capitão Carvalho.

Para o secretário de Esportes da prefeitura de Vilhena, todos os apontamentos levantados na reunião são importantes e devem ser levados em consideração, principalmente porque uma das recomendações da Federação Rondoniense de Futebol é justamente quanto à segurança dos torcedores e de todos os agentes envolvidos, direta e indiretamente, nos dias de realização dos jogos. “O presidente da Federação, Heitor Costa, tem essa nossa mesma preocupação e, constantemente, nos alerta nesse sentido. Por isso, devemos buscar juntos meios e alternativas práticas para que os clubes não sejam penalizados. A prefeita Rosani Donadon me deu carta branca para que o que fosse decidido aqui, em seu nome, eu avalizasse”, reforçou Natal Jacob.

Após a leitura da Ata da reunião ficou acertado que:

  1. O número mínimo de seguranças que os clubes deverão ter por jogos será de seis, sendo um deles de responsabilidade do time visitante;
  2. A Polícia Militar ficará responsável pela segurança das arquibancadas A (time mandante), B (time visitante) e alvenaria. Fará também, o policiamento do interior do gramado. Ficou decidido que uma viatura ficará no lado externo do estádio, em frente da bilheteria, no momento da venda de ingressos aos torcedores;
  3. A Semec disciplinará o acesso de veículos ao interior do estádio, ficando de antemão proibida a entrada de carros particulares durante a realização dos jogos;
  4. A Semec se compromete a construir um muro de isolamento de acesso ao vestiário da arbitragem, até o início do Campeonato Estadual de 2019;
  5. Os clubes se comprometem a fornecer água potável aos policiais militares que estiverem escalados para os jogos;
  6. Os clubes se comprometem a identificar seus seguranças com vestimenta própria;
  7. O gerente de segurança ficará responsável pelas chaves e controle de acesso dos portões, e o mesmo ficará posicionado no interior do gramado, próximo ao comandante do policiamento;
  8. A arquibancada de madeira, próxima da avenida Tancredo Neves, será nomeada como Arquibancada A, e será destinada aos torcedores do clube mandante. Da mesma forma, a arquibancada de madeira, próxima da avenida Sabino Bezerra de Queirós, será nomeada como Arquibancada B, e será destinada aos torcedores do clube visitante;
  9.  Os clubes se comprometem a ocupar o vestiário e o banco de reservas que estão do lado correspondente à torcida;
  10. Os clubes se comprometem a orientar seus torcedores a ocuparem as respectivas arquibancadas destinadas a eles, ficando acertado que desde a bilheteria, eles serão orientados a ocupar os seus lugares respectivos (isolamento das torcidas);
  11. Os clubes se comprometem a orientar os vendedores ambulantes que ficam próximos dos vestiários, a instalarem suas barracas nas proximidades das saídas opostas à saída para os vestiários;

No final da reunião, todos os participantes aprovaram e assinaram o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), ficando acertado que seriam tomadas as providências pelos representantes das entidades envolvidas.

 

Semec e clubes assinam TAC visando mais segurança no estádio

 

FONTE: Assessoria

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.