Notícia publicada às 11:32:32 - 27/03/2018 e lida: 1987 vezes   
    
  
  
Grevistas anunciam desbloqueio temporário da BR-364 na altura do rio Piracolino em Vilhena
Fluxo de veículos é retomado às 11h30

Grevistas anunciam desbloqueio temporário da BR-364 na altura do rio Piracolino em Vilhena
Grevistas anunciam desbloqueio temporário da BR-364 na altura do rio Piracolino em Vilhena
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

A BR-364 interditada pelo movimento grevista da educação, na altura do rio Piracolino em desde às 6h30 desta terça-feira (27) em Vilhena, foi liberada às 11h30. A confirmação foi dada ao Vilhena Notícias por Magno Ramos da Silva, um dos diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia (Sintero) da Regional Vilhena. Segundo motoristas, a fila de veículos chegou quase ao posto de combustíveis Guaporé, a cerca de 90 Km do perímetro urbano de Vilhena.

Segundo Ramos o movimento já comunicou à PRF o desloqueio da pista para liberar a passagem dos veículos, mas ele ressalta que no período da tarde, com horário ainda não definido, irá ocorrer novamente a interdição da rodovia e os veículos ficarão impossibilidatos de trafegarem pela BR.

A manifestação na rodovia reúne mais 300 pessoas ligadas Sintero e tem como objetivo chamar atenção da sociedade rondoniense para o descaso com que o governo trata a educação. A categoria de professores e técnicos deflagrou greve em toda a rede estadual de ensino no último dia 21 de fevereiro. Além de Vilhena o movimento faz bloqueios em outros dois pontos; Ji-Paraná e Candeias do Jamari.

>> Entenda por que os professores estão em greve

A professora Osnier Gomes Pereira Machado, também diretora do Sintero regional Cone Sul, disse durante as primeiras horas da manifestação que o fechamento da BR “é uma das últimas ações da categoria para pressionar o governador Confúcio Moura (MDB) a apresentar propostas de aprovação do plano estadual de educação na sua meta 17, aprovada na Assembleia Legislativa há três anos”.

Osnier ainda frisou que nas reuniões com a cúpula do Governo, nenhuma proposta foi posta sobre a mesa de negociações, e que, “a categoria não porá fim à greve enquanto Confúcio Moura não apresentar uma proposta viável”.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.