Notícia publicada às 11:02:46 - 27/03/2018 e lida: 1634 vezes   
    
  
  
Mulher que matou marido com barra de ferro e depois queimou corpo é condenada em Vilhena
Na sentença a juíza Liliane Pegoraro Bilharva concedeu à sentenciada o direito de recorrer em liberdade.

Mulher que matou marido com barra de ferro e depois queimou corpo é condenada em Vilhena
Mulher que matou marido com barra de ferro e depois queimou corpo é condenada em Vilhena
Foto: Renato Spagnol

Por
Redação

O Tribunal do Júri do Fórum Desembargador Leal Fagundes em Vilhena, condenou na segunda-feira (26), Roselene Terezinha de Oliveira da Silveira a 10 anos de 10 meses de prisão. Usando uma barra de ferro, ela matou no dia 14 de março de 2012 o esposo Valnei da Silveira, na época com 41 anos, enquanto ele dormia.

Na sentença a juíza Liliane Pegoraro Bilharva concedeu à sentenciada o direito de recorrer em liberdade. Leia aqui a íntegra da condenação.

O crime aconteceu no assentamento Água Viva, área rural do município de Corumbiara. Após matar o marido, Roselene ateou fogo na casa do casal e no primeiro momento disse à polícia que o esposo havia morrido em decorrência do incêndio, no entanto, com as investigações da Polícia Civil ficou claro que ela foi a autora do assassinato. O único filho do casal na época tinha 16 anos.

Ainda naquela data a mulher foi presa acusada do homicídio, mas deixou a cadeia para responder ao processo em liberdade. Durante os interrogatórios ela contou que sofria constantemente agressões físicas e que por isso teria decido matar o marido.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.