Notícia publicada às 11:01:18 - 15/03/2018 e lida: 4753 vezes   
    
  
  
Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Idoso foi flagrado jogando lixo em local proibido

Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

O secretário municipal de Meio Ambiente do município de Vilhena, Jorge Rabello, deteve na manhã desta quinta-feira (15) um homem de 76 anos por crime ambiental.

O idoso que atua há 10 anos no ramo de jardinagem, foi flagrado quando despejava uma grande quantidade de resíduos sólidos – caixas de papelão, madeira e material plástico – em uma área imprópria para descarte de lixo, entre as avenidas Sabino Bezerra de Queiroz e Celso Mazutti, no bairro Bodanese.

Segundo Jorge Rabello, antes do flagrante o idoso já havia praticado o crime em uma outra localidade, ele foi visto por moradores do bairro Cristo Rei jogando uma carga de lixo em uma área ao final da avenida Curitiba, e foi através daquele material descartado que a equipe da secretaria conseguiu localizar o jardineiro.

“Nós recebemos a denúncia e fomos até a [avenida] Curitiba, mas não encontramos ele [jardineiro] lá, no entanto, identificamos uma etiqueta que indicava a origem do material jogado e fomos até a empresa que fica na avenida Jamari, lá, nos deparamos com homem saindo com uma pick-up carregada de resíduos, nós o seguimos e fizemos o flagrante enquanto ele tentava jogar a segunda carga de lixo em local inadequado”, frisou Rabello.

O homem recebeu voz de prisão do secretário, que depois acionou a Polícia Militar Ambiental. Em sua defesa, o idoso disse que jogava lixo na área porque não havia placas indicando que era proibido.

O secretário explicou ainda que o descarte desse tipo de resíduo em local impróprio pode causar a contaminação do lençol freático e vegetação, além de transformar a área em um lixão a céu aberto. “Pedimos a população para que não façam esse tipo de descarte, pois é crime e vamos continuar fiscalizando”, disse o secretário. Esse e outros tipos de crimes ambientais podem ser denunciados através do (69) 3321-2129 – Polícia Ambiental – e (69) 3321-4084 – Secretaria de Meio Ambiente.

MULTA

O idoso recebeu multa de 100 UPF’s que corresponde a R$ 2.644,00 prevista na Lei Complementar nº 173/2011 do Código Ambiental Municipal.

Ele tem 20 dias a contar de hoje para pagar a multa ou apresentar recurso junto à chefe do Executivo Municipal.

A empresa, de onde o material estava sendo retirado também foi autuada e pagará multa. De acordo com Rabello, quem contrata uma empresa ou pessoa para limpeza, precisa se assegurar que o material terá a destinação correta.

O Suspeito foi levado pela Polícia Militar Ambiental para a Unisp e autuado por crime ambiental previsto no artigo 54, parágrafo 2ª, da Lei 9.605/98, que dispõem sobre causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora.  O jardiniero não ficará preso, mas responderá criminalmente, a pena de reclusão varia de um a quatro anos.

 

Leia também

Ajudante de entrega flagrado pela polícia jogando lixo em estrada, diz que agiu a mando do patrão

Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Empresa de onde o lixo foi retirado também foi autuada.

Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Jardineiro foi multado em R$ 2.644,00.

Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Área no bairro Bodanese se transformou em lixão a céu aberto.

Secretário de Meio Ambiente da voz de prisão a jardineiro de 76 anos em Vilhena
Antes de ser flagrado, o idoso havia jogado uma carga de lixo em uma área ao final da avenida Curitiba, no bairro Cristo Rei. (Foto: Internauta).

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.