Notícia publicada às 11:00:48 - 06/03/2018 e lida: 2209 vezes   
    
  
  
BOMBA: deputados são flagrados em escuta tramando impeachment contra Confúcio Moura; OUÇA ÁUDIO
O áudio tem 11 minutos e 27 segundos.

BOMBA: deputados são flagrados em escuta tramando impeachment contra Confúcio Moura; OUÇA ÁUDIO
BOMBA: deputados são flagrados em escuta tramando impeachment contra Confúcio Moura; OUÇA ÁUDIO
Foto: Reprodução

Por
Redação

Os deputados estaduais Maurão de Carvalho (MDB) – presidente da Assembleia Legislativa (ALE) – e o deputado de primeiro mandato Jesuíno Boabaid (PMN), foram supostamente gravados, de forma clandestina, conversando sobre uma possível abertura de processo de impeachment do governador Confúcio Moura (MDB). Na se sabe quando a conversa foi gravada e quem seria o responsável pelo grampo.

No áudio de 11 minutos e 27 segundos, que vem sendo compartilhado desde a noite de segunda-feira (05) através do aplicativo WhatsApp, é possível identificar os dois parlamentares “arquitetando” a abertura do processo para afastar do cargo Confúcio. Junto com o áudio também está sendo divulgada parte da transcrição da conversa. Leia aqui.

Logo no início do diálogo Boabaid diz que a figura do governador pode ser ligada a dois recentes escândalos de corrupção no estado, um deles é o famigerado escândalo da ponte de Ji-Paraná onde diversas pessoas são acusadas de agir em conluio para desviar milhões dos cofres públicos do Estado de Rondônia.

“Só com essa CPI você afasta ele [Confúcio] amanhã, é só um cidadão fazer a denúncia”, diz Jesuíno logo no início da conversa, o parlamentar prossegue... “eu quero matar ele, eu vou arrumar um ‘cabra’ de peito, que vai pressionar a Assembleia, só a denúncia da ponte, do terreno, trata-se de crime de responsabilidade, se tiver 8 votos já afasta ele do governo”.

Boabaid chega a citar o nome do deputado Hermínio Coelho, um dos principais contestadores de Confúcio na ALE. “O próprio Hermínio pode pedir como deputado”. Em resposta Maurão diz que é melhor um cidadão fazer o pedido.

“Pedido do impeachment é forte, só tem que achar o cara né”, responde Maurão. Em outro trecho da conversa o presidente da Assembleia cita que é bom um ‘cidadão’ pedir a abertura da CPI.

Já na parte final da conversa Maurão diz, “o recado que eu vou dar pra ele [Confúcio], ou o senhor fica nessa tua cadeira aí, o senhor vai terminar o teu governo bem, e eu cuido do senhor, agora se o senhor sair, o cachorro cai da mudança, eu vou falar pra ele Jesusíno. Por isso que eu não quero telefone, pra não tá grampeado nada, entendeu? Eu vou rasgar o ‘pacheiro’ nele, vou falar trem que aquele velho [Confúcio] nunca escutou”.

MOTIVAÇÕES

Uma das suposições que teriam levado os deputados a conversarem sobre um possível afastamento de Confúcio, seria para pressionar o governador a beneficiar e apoiar junto ao MDB a candidatura de Maurão ao Governo do Estado.

Outra suposição é que áudio gravado clandestinamente seria para desqualificar Maurão junto ao MDB, e assim beneficiar o nome do vice-governador Daniel Pereira, como candidato do partido ao Governo.

PRESIDENTE REFUTA GRAMPO

>>Maurão de Carvalho refuta grampo clandestino e condena uso de tramoia para tentar denegrir sua imagem

"É um GRAMPO CRIMINOSO, clandestino e ilegal, obtido por meios ilícitos e escusos, com o claro objetivo de tentar denegrir a minha imagem junto à opinião pública, em razão de meu nome despontar como pré-candidato ao Governo". Assim o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), reagiu ao tomar conhecimento do áudio da conversa atribuído a ele e ao deputado estadual Jesuíno Boabaid (PMN), que foi divulgado em redes sociais e grupos de aplicativos, nesta segunda-feira (5).

O QUE DIZEM OS DEPUTADOS

Os deputados gravados no áudio comentaram sobre o caso ao jornal Painel Político.

MAURÃO DE CARVALHO: O deputado informou que a conversa está fora de contexto, e que da forma como foi divulgado, parece uma “trama”, mas que se tratava apenas de uma conversa sobre um cenário possível, e que ele, como presidente do Poder Legislativo, tem obrigação de analisar denúncias que cheguem até ele. De acordo com Maurão, a conversa era informal e a divulgação da mesma, de forma clandestina e apócrifa, demonstra claramente que estão querendo tirar seu direito de se candidatar ao governo e tentar desacredita-lo perante a opinião pública. Ele informou ainda que vem pautando seu mandato frente ao Legislativo com intenção de garantir a harmonia entre os poderes constituídos, inclusive com o Executivo.

JESUÍNO BOABAID: O deputado afirma que “não lembra” da conversa, “onde foi, quando foi”, e que vai se manifestar na Tribuna da Assembleia nesta terça-feira. Ele também informou que vai encaminhar o áudio para a perícia para tentar descobrir se houve edição, “vários trechos estão cortados, é difícil saber”, declarou Jesuíno. O parlamentar também afirmou “ser estranha a divulgação da conversa em um momento delicado, quando o governador resolve ficar no cargo”.

Jesuíno lembrou ainda que o teor da conversa não é nenhum segredo, “essa caso da ponte está nas mãos da Justiça, inclusive o Tribunal na tarde desta segunda-feira bloqueou os bens de todos que estão envolvidos nessa história”.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.