Notícia publicada às 11:36:54 - 04/03/2018 e lida: 2020 vezes   
    
  
  
Mulher suspeita de matar jovem de 19 anos com tiro na cabeça é indiciada por feminicídio em Vilhena
Vítima manteve relação homoafetiva com suspeita, segundo Polícia Civil.

Mulher suspeita de matar jovem de 19 anos com tiro na cabeça é indiciada por feminicídio em Vilhena
Mulher suspeita de matar jovem de 19 anos com tiro na cabeça é indiciada por feminicídio em Vilhena
Foto: Reprodução / Facebook

Por
Redação

A Polícia Civil indiciou Crislayne Ferreira de Almeida, de 21 anos, por feminicídio em Vilhena. O anúncio foi feito pelo delegado responsável pela Delegacia Especializada na Repressão de Crimes Contra a Vida (DERCCV), Núbio Lopes de Oliveira, na sexta-feira (2). As investigações apontaram que Crislayne é a principal suspeita pela morte de Ramiciele Cristina Lopes Sastre (Foto), de 19 anos. O crime aconteceu em novembro do ano passado, no Bairro Embratel.

>> Ex-aluna da escola Zilda é morta com tiro na cabeça no bairro Embratel

“As investigações apontaram que a vítima manteve uma relação íntima de afeto com a suspeita, uma relação homoafetiva. A polícia investigou e há indícios de crime passional decorrente dessa relação homoafetiva”, explicou o delegado.

O delegado ressaltou o entendimento sobre a Lei Maria da Penha, já fixado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nesse conceito, o agente da violência contra a mulher pode ser um homem ou outra mulher, desde que caracterizado o vínculo de relação de afetividade, doméstica ou familiar.

>> Mulher foi vista correndo com arma na mão, após disparos que mataram jovem em Vilhena

“A suspeita foi indiciada por feminicídio e também pela qualificadora do recurso que tornou impossível a defesa da vítima”, destacou Oliveira.

Segundo o delegado, a suspeita foi presa na semana passada em Porto Velho. Ela integrava um grupo, que foi preso com armas, munições e dinamites, no Bairro Planalto, na Zona Leste da capital. Os suspeitos contaram à Polícia Militar (PM) que usariam as dinamites para realizar uma explosão contra uma quadrilha rival.

O mandado de prisão pela morte da jovem foi cumprido e a suspeita continua presa na capital. As investigações não foram conclusivas quanto a um suposto comparsa da mulher no crime.

 

Crime

A vítima de 19 anos foi morta a tiros em uma residência da Rua Olavo Bilac, Bairro Embratel. Segundo a PM, a perícia constatou que a jovem foi atingida por três tiros na região do pescoço. Testemunhas contaram que, após o crime, uma mulher fugiu do local carregando uma arma de fogo.

 

 

FONTE: Com informações do G1

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.