Notícia publicada às 10:48:58 - 20/01/2018 e lida: 3312 vezes   
    
  
  
Engraxate vilhenense pede ajuda: “Minha caixa foi roubada”
Mãe do rapaz está internada em Porto Velho com problemas psiquiátricos.

Engraxate vilhenense pede ajuda: “Minha caixa foi roubada”
Engraxate vilhenense pede ajuda: “Minha caixa foi roubada”
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Sem documentos pessoais, moradia e instrumentos de trabalho. Assim é a vida do jovem vilhenense Josinei Guimarães Alves, 27 anos, que perambula errante pela cidade e dorme na rodoviária.

Com a mãe internada na capital do Estado, diagnosticada com problemas psiquiátricos, o rapaz que também apresenta distúrbios e dá informações desconexas, fez um pedido especial à reportagem durante a entrevista. Josinei suplicou por uma caixa de engraxate.

Vagando pelas ruas da cidade durante o dia, o rapaz que apresenta marcas de ferimentos por todo o corpo, diz que se alimenta quando algum “bondoso” lhe dá comida. “Tenho um pouco de vergonha de pedir comida. Mas sempre tem uma alma bondosa que se compadece da gente”.

Josinei diz que desde criança trabalha como engraxate. “Não sei fazer outra coisa. Já estou há 20 anos nessa profissão. Quero muito outra caixa de engraxate para voltar a trabalhar”. Segundo ele, seu antigo caixote, com todas as ferramentas de trabalho e utensílios foi roubado enquanto dormia na rodoviária.

A reportagem do Vilhena Notícias chegou até o rapaz depois que socorristas do Corpo de Bombeiros que conversaram com o engraxate e se compadeceram da situação vivida por ele, procuraram a redação.

Interessados em ajudar o jovem, seja com produtos ligados ao seu trabalho, ou mesmo vestimentas, já que Josinei só possui a roupa que vestia no momento da entrevista, podem procurar a redação do noticioso, localizada em novo endereço; avenida Presidente Nasser, Nº 245, ou pelo telefone (69) 3322-9571. 

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.