Notícia publicada às 15:00:34 - 12/01/2018 e lida: 634 vezes   
    
  
  
Esteira para triagem de materiais recicláveis é adquirida pelo SAAE
Cooperativas geram quase 50 empregos de forma direta.

Esteira para triagem de materiais recicláveis é adquirida pelo SAAE
Esteira para triagem de materiais recicláveis é adquirida pelo SAAE
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Redação

Para facilitar a triagem dos materiais recicláveis, o Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (SAAE) adquiriu um equipamento esteira de 10 metros que facilitará o trabalho dos catadores na separação dos resíduos que são coletados pelo caminhão da coleta seletiva.

O equipamento trará maior agilidade no processo de separação dos recicláveis e comodidade aos recicladores que trabalham nas cooperativas parceiras do SAAE.

Segundo o diretor de resíduos sólidos, Paulo Coelho, atualmente o SAAE gera através das Cooperativas quase 50 empregos de forma direta.

"São 25 recicladores que trabalham no aterro sanitário através da Cooperativa de Trabalho e Reciclagem de Resíduos Sólidos do Cone Sul (Recicoopsul)e 22 pessoas na Cooperativa dos Recicladores de Vilhena (Cooprev)", destacou Coelho.

Em apenas 15 dias que a coleta seletiva está em funcionamento em Vilhena, cerca de 30 toneladas de materiais recicláveis já foram destinadas para a Cooprev.

Todo o material coletado está sendo separado pelos recicladores para que sejam comercializados.

Para o diretor do SAAE, Arijoan Cavalcante, a implantação da coleta seletiva têm gerado frutos positivos e as cooperativas parceiras estão desenvolvendo um grande trabalho na reciclagem do material coletado.

"Agradecemos o voto de confiança da prefeita Rosani Donadon no desenvolvimento dos projetos do SAAE e também a população vilhenense pela separação correta dos materiais recicláveis em suas casas, colaborando com o desenvolvimento do município", finalizou Arijoan.

 

FONTE: Semcom

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.