Notícia publicada às 14:58:50 - 11/01/2018 e lida: 640 vezes   
    
  
  
VÍDEO: Enchente no rio Madeira destrói laterais de trecho da BR-364 que liga Rondônia ao Acre
Dnit enviou uma equipe ao local para a realização de reparos no local.

VÍDEO: Enchente no rio Madeira destrói laterais de trecho da BR-364 que liga Rondônia ao Acre
VÍDEO: Enchente no rio Madeira destrói laterais de trecho da BR-364 que liga Rondônia ao Acre
Foto: Reprodução / ac24horas

Por
Redação

A enchente no rio Madeira eleva o nível das águas da lagoa formada pela barragem da Hidrelétrica de Jirau e ameaça de alagamento e desmoronamento o trecho da rodovia que liga Rondônia ao Acre.

Um vídeo gravado por um internauta mostra a lateral da estrada desmoronando devido a subida das águas. O trecho é onde era localizada Mutum-Paraná, uma vila que desapareceu depois da construção da usina.

O diretor do Dnit no Acre, Thiago Caetano, está preocupado com a situação. “A água quando eleva muito o nível e fica margeando a rodovia, ela acaba tirando a resistência do solo, do talude, dependendo, se já tinha um problema ou não, isso acaba sendo intensificado. Com certeza esse gradiente hidráulico no talude provocou esse desmoronamento. Mas acredito que a Superintendência do DNIT em Rondônia já esteja monitorando esta situação e tomará as medidas cabíveis para não permitir o avanço desta erosão.”

Depois que as imagens do desmoronamento na BR-364, no trecho ligando o estado de Rondônia ao Acre, vieram à tona, o Dnit enviou uma equipe ao local para a realização de reparos no local.

Em contato com o Dnit em Rondônia, o superintendente do órgão no Acre, Thiago Caetano, recebeu a garantia de que as vistorias na rodovia foram intensificadas após os riscos de alagamento em função da elevação do nível das águas do rio Madeira em Porto Velho, que nesta quarta-feira, 10, à tarde, marcava 19,90 metros, acima da cota de alerta.

Veja o vídeo:

 

FONTE: ac24horas

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.