Notícia publicada às 15:30:42 - 09/01/2018 e lida: 1795 vezes   
    
  
  
Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
Voltar a estudar também está entre os planos

Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Com a chegada de um novo ciclo de 365 dias muitas pessoas veem a oportunidade de fazer promessas para o novo ano que inicia. Algumas delas recauchutaram os planos feitos em 2017 e mantêm a esperança de realiza-los em 2018. Outras simplesmente desistiram de cumprir as juras feitas e designaram novas metas a serem cumpridas.

O Vilhena Notícias ouviu alguns internautas e conta algumas dessas premissas.

Uma das entrevistadas foi a jovem aprendiz Analice de Paiva Lizi, 21 anos, que conseguiu realizar três de seus grandes planos para ano que se findou. “Me dediquei e consegui ir morar sozinha, algo que queria há um tempo, arranjei um emprego e mais ainda, pude comprar minha moto”, regozijou-se, Lizi. Dos planos da jovem, voltar a estudar é o principal para 2018. “Quero voltar a estudar direito, que por motivos pessoais tive que parar no 5° semestre. Pretendo tentar ao menos meia bolsa e ir atrás do FIES”.

Com uma lista de 23 tópicos a atendente de caixa Tatiane de Araújo Schulze, 23 anos, diz que há alguns anos não fazia planos, mas que em 2018, resolveu elaborar uma avalanche deles. Segundo ela, o mais difícil deles será poder correr. “Desde os meus sete anos eu tenho problema nos dois joelhos e nunca pude realmente correr ou nada assim. Emagrecer a porção que me dispus também será complicado, afinal são 15 quilos. As mais fáceis são; dirigir, porque só falta perder o medo, jogar boliche e ser mais extrovertida”, falou a compromissada. Mesmo sem pensar em desistir, Tatiane que também quer aprender a falar Espanhol garante que pretende cumprir ao menos 80% das 23 promessas para o novo ano. “Ainda não desisti totalmente de nenhuma. Mas se for deixar alguma para depois será a promessa de aprender a nadar e de dançar”, contou em tom de brincadeira.

Com 27 anos de idade o poeta vilhenense Marlon Minotto, prometeu se dedicar ao próximo. “Pelas redes sociais, ou onde eu ver que há necessidade de uma palavra amiga e uma reflexão sobre o momento que a pessoa está passando, irei aproveitar para transmitir o amor e a esperança a todos que precisarem. Tornar a vida das pessoas mais felizes através das palavras em forma de poesia, mostrando que sempre há um lado bom em tudo”, versou Minotto.

Francielen Fernandes, 31 anos, secretária do lar, diz que apesar de passar os dois últimos réveillons dormindo, fez promessas para o novo ano que se iniciava. “Em 2017 consegui cumprir a promessa que fiz que foi de ficar todo o ano no mesmo emprego, a nova promessa já é um pouquinho mais complicada, quero me casar em 2018. Dá um pouco de vergonha dizer isso, mas eu quero mesmo”, revelou Francielen.

Mudar de cidade é uma das promessas da estudante Amanda Campos, que pretende cursar enfermagem no sul do país. “Estou 100% focada nisso. Apesar de não ser de fazer promessas, esse ano eu resolvi fazer essa que é ser mais focada. Quero voltar para Curitiba, estudar e ajudar as pessoas”, determinou a jovem de 25 anos. 

Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
“Estou 100% focada nisso. Apesar de não ser de fazer promessas, esse ano eu resolvi fazer essa que é ser mais focada. Quero voltar para Curitiba, estudar e ajudar as pessoas”, determinou Amanda.

Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
“Em 2017 consegui cumprir a promessa que fiz que foi de ficar todo o ano no mesmo emprego, a nova promessa já é um pouquinho mais complicada, quero me casar em 2018. Dá um pouco de vergonha dizer isso, mas eu quero mesmo”, revelou Francielen.

Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
“Quero voltar a estudar direito, que por motivos pessoais tive que parar no 5° semestre. Pretendo tentar ao menos meia bolsa e ir atrás do FIES”, disse Analice.

Casamento e aprender um novo idioma estão entre as promessas de vilhenenses para 2018
“Pelas redes sociais, ou onde eu ver que há necessidade de uma palavra amiga e uma reflexão sobre o momento que a pessoa está passando, irei aproveitar para transmitir o amor e a esperança a todos que precisarem. Tornar a vida das pessoas mais felizes através das palavras em forma de poesia, mostrando que sempre há um lado bom em tudo”, versou Minotto.

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.