Notícia publicada às 16:51:59 - 04/01/2018 e lida: 594 vezes   
    
  
  
Petrobras não define nova regra para gás e preço não cai como era previsto
Se a regra antiga fosse aplicada, o preço do gás sofreria uma queda em torno de 2%.

Petrobras não define nova regra para gás e preço não cai como era previsto
Petrobras não define nova regra para gás e preço não cai como era previsto
Foto: ilustração

Por
Redação

Petrobras ainda não definiu a nova política de reajuste de preço do gás de cozinha. E por causa disso o preço não sofrerá alteração a partir desta sexta-feira (5), o que ocorreria, caso a regra anterior ainda estivesse em vigor. Ela previa reajuste de pelo menos uma vez por mês, a cada dia 5.

Não deixa de ser um castigo para o consumidor: se a regra antiga fosse aplicada, o preço do gás sofreria uma queda em torno de 2%. Seria a primeira depois de uma sequência mensal de alta. Desde a entrada em vigor da regra antiga, em junho, até o mês passado, o gás aumentou 68%.

A Petrobras decidiu mudar a regra para reajuste do gás porque reconheceu que ela estava onerando demais o consumidor. O reajuste era determinado pela cotação dos gases butano e propano no mercado europeu, convertido pela média diária da cotação do dólar, mais uma margem de 5%.

Quando anunciou a mudança nessa regra, no início de dezembro, a Petrobrás informou que os reajustes não seriam mais mensais. Com isso se evitaria incorporar de imediato a volatilidade de preços do gás no mercado internacional e da variação do câmbio.

No segundo semestre do ano passado o preço do gás foi pressionado por vários fatores. O furacão Harvey, no Golfo do México, levou à paralisação, por razões de segurança, de grande parte das refinarias do Texas.

Com isso, os estoques baixaram e os preços subiram. Para complicar, o início do inverno no hemisfério norte provoca, todo o ano, aumento de consumo, pressionando também os preços. E o real sofreu desvalorização em relação ao dólar.

 

 

FONTE: G1

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.