Notícia publicada às 17:09:55 - 03/01/2018 e lida: 1567 vezes   
    
  
  
Menina de 12 anos teve arma apontada para sua cabeça durante assalto em Vilhena
“Foi uma situação desesperadora. Ele apontou a arma para uma das minhas filhas”, contou a comerciante de 36 anos que foi vítima do roubo. Ninguém ficou ferido na ação.

Menina de 12 anos teve arma apontada para sua cabeça durante assalto em Vilhena
Menina de 12 anos teve arma apontada para sua cabeça durante assalto em Vilhena
Foto: G1

Por
Redação

Dois homens armados assaltaram uma mercearia, neste fim de semana, no bairro Alto Alegre, em Vilhena. Segundo registro policial, os ladrões levaram dinheiro e celular das vítimas. “Foi uma situação desesperadora. Ele apontou a arma para uma das minhas filhas”, contou a comerciante de 36 anos que foi vítima do roubo. Ninguém ficou ferido na ação.

No último dia do ano, a comerciante levou as duas filhas para a mercearia; uma de seis anos e outra de 12. A mulher contou à reportagem que dois homens entraram no estabelecimento usando capacetes e um deles sacou de uma arma de fogo, do tipo garrucha.

“Eles disseram: ‘perdeu, perdeu, passa logo o dinheiro’. Apontaram a arma para a minha filha de 12 anos e queriam que ela entregasse um celular, mas ela não tem. Eles então pegaram o dinheiro do caixa e o meu celular e fugiram. Nunca tínhamos passado por isso. Foi assustador”, descreveu a comerciante.

Os homens fugiram em uma motocicleta levando cerca de R$ 200, além do celular da comerciante. A Polícia Militar (PM) foi chamada, fez buscas, mas os criminosos ainda não foram encontrados.

“Acordo todos os dias às 5h da manhã para fazer café para minhas filhas, e vir trabalhar, e vem ladrões tirar o que a gente conquista com tanto trabalho. É revoltante. As leis deveriam ser mais rigorosas no nosso país”, lamentou a mulher.

 

 

FONTE: G1/Vilhena

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.