Notícia publicada às 12:32:36 - 26/12/2017 e lida: 1013 vezes   
    
  
  
Câmara aprova novo código tributário em sessão extraordinária
Apesar do grande número de presentes, protestos se deram de forma ordeira.

Câmara aprova novo código tributário em sessão extraordinária
Câmara aprova novo código tributário em sessão extraordinária
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Redação

Na manhã desta terça-feira, 26 de dezembro, durante o recesso parlamentar, os vereadores de Vilhena a pedido da prefeita Rosani Donadon (PMDB) votaram o texto do novo código tributário do município, que organiza a cobrança de impostos e também aumenta algumas taxas como alvarás de funcionamento.

Com o placar de 8 votos a favor e dois contra, a Câmara aprovou o código, no entanto, os vereadores fizeram três emendas, nas quais reduziu-se o percentual de impostos. Os vereadores favoráveis à aprovação fizeram uso da palavra e expressaram seu voto baseados na necessidade de condições fiscais e organizacionais para que a gestão municipal conduza a cidade nos próximos anos.

Os vereadores Tabalipa e Maziero votaram contra o projeto. Maziero explicou que entende que o código é muito bom, no entanto, não levá-lo ao debate junto a população fere os princípios legislativos, e por isso ele votaria contra.

 

PRESENÇA DA PREFEITA

Apesar de um grande público, não houve incidentes no plenário da Câmara e as manifestações se fizeram de forma ordeira. A prefeita Rosani Donadon fez o uso da palavra e pediu aos vereadores que votassem a favor do código, que daria condições financeiras para administrar o município.

Aprovado, o código agora vai para sansão da prefeita, e após 90 dias, provavelmente no início de abril entra em vigor.

 

Leia mais

Após analisar novo código tributário, a pedido dos vereadores, advogado tributarista diz que votaria a favor das mudanças

 

 

FONTE: Câmara Municipal

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.