Notícia publicada às 09:06:40 - 21/12/2017 e lida: 2460 vezes   
    
  
  
Briga por par de botas quase termina em tragédia em Vilhena
Quatro homens foram levados para a delegacia.

Briga por par de botas quase termina em tragédia em Vilhena
Briga por par de botas quase termina em tragédia em Vilhena
Foto: Aline Rayane

Por
Redação

Uma discussão motivada por um par de botas tipo rodeiro quase terminou em morte em uma casa da rua 03, esquina com a avenida 23, no bairro Cidade Nova em Vilhena.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na tarde de quarta-feira, 20 de dezembro, data do fato, o autor do disparo, Lucas dos Santos, de 21 anos, foi até o bairro Cidade Nova para buscar o calçado, que dias antes havia negociado com Evandro Pereira da Silva, de 49 anos.

Na casa, os envolvidos não chegaram a um acordo e entraram em luta corporal. Lucas, que foi armado, sacou uma garrucha de fabricação artesanal e atirou contra Evandro, mas não conseguiu acerta-lo, em seguida fugiu.

A Polícia Militar depois de ir a casa e pegar as informações, conseguiu encontrar Lucas, que confirmou ter disparado, mas que agiu em legítima defesa, pois Evandro estaria armado com uma faca. E sobre a propriedade da arma, Lucas disse que pertencia a um indivíduo de nome João Paulo, que foi encontrado e detido pela polícia.

Além de Evandro, Lucas e João Paulo, um quarto homem, que escondeu a arma do crime, também foi levado para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp). Já a contenda por causa da bota, não ficou resolvida.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.