Notícia publicada às 09:58:51 - 13/11/2017 e lida: 2198 vezes   
    
  
  
ÂNGELO SPADARI: A justa homenagem ao italiano que foi o pai dos moradores da vila
Ângelo Spadari chegou à terrinha em 1963 e ficou até meados de 1980, quando foi para Porto Velho.

ÂNGELO SPADARI: A justa homenagem ao italiano que foi o pai dos moradores da vila
ÂNGELO SPADARI: A justa homenagem ao italiano que foi o pai dos moradores da vila
Foto: Memória Vilhenense

Por
Redação

Ângelo Spadari foi o primeiro padre de Vilhena. Há uma estátua dele na praça que leva seu nome, em frente à Igreja Nossa Senhora Auxiliadora, no centro da cidade. Na praça também há um monumento da bíblia, rampa de skate, caixa de água e vários quiosques.

Ângelo Spadari chegou à terrinha em 1963 e ficou até meados de 1980, quando foi para Porto Velho.

O primeiro prefeito eleito de Vilhena, Vitorio Abrão, foi quem autorizou a construção da praça e a batizou com o nome do sacerdote.

Ele lembra esse momento histórico para os moradores da "Cidade Clima da Amazônia": "Ângelo Spadari foi, propriamente, um pai para todo mundo da nossa vila. Na época, moravam aqui em Vilhena cerca 200 pessoas. Além de Spadari, tínhamos também o padre Fausto como nossos conselheiros. Eram as únicas - vamos assim dizer - autoridades que existiam em nosso município. Padre Spadari atendia todos com delicadeza, atitude própria dele mesmo. Depois que foi transferido à capital, voltou à vila uma ou duas vezes para revê os amigos. E, quando me elegi prefeito, fiz questão de fazer uma homenagem a ele com o nome da praça. A homenagem é justa, já que, quando estávamos construindo a praça, ele era um dos mais empolgados. Então, eu achei que Vilhena deveria fazer essa homenagem. Pessoalmente, acho que as demais autoridades deveriam prestar outros atos de reconhecimento ao nosso padre, com nome de escola, bairro, por exemplo, porque ele foi o primeiro e grande pai da nossa Vilhena", disse.

 

QUEM FOI ÂNGELO SPADARI

Ângelo Spadari é natural de Agualonga Baldona, na Itália, onde nasceu no dia 24 de outubro de 1910. Foi filho de Francisco e Maria Chiofe Spadari. Chegou à Vilhena para celebrar a primeira missa em 1963. Junto com vários fiéis, o padre ajudou a construir a igreja Nossa Senhora Auxiliadora.

 

Outras fotos e passagens históricas:

Placa no meio da floresta para identificar o “nascimento de Vilhena”; o ano era 1960

A visita do presidente JK e o “barracão queimado”

JK em Vilhena e a última árvore da BR-364

A visita do ex-presidente americano Theodore Roosevelt

A “Estrada Velha” que fez muitas mortes na época da madeira

VILHENA CONTA SUA HISTÓRIA: A lenda do ouro escondido no Posto Telegráfico

Praça construída em Vilhena em homenagem à padroeira do Brasil

 

 

FONTE: Semcom

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.