Notícia publicada às 10:35:03 - 10/11/2017 e lida: 3714 vezes   
    
  
  
Moradores amarram adolescente em rede de pesca após ser flagrado pescando na piracema
Moradores flagraram pesca predatória, imobilizaram o adolescente e chamaram a polícia. Ele teria sido alertado e respondeu grosseiramente aos moradores

Moradores amarram adolescente em rede de pesca após ser flagrado pescando na piracema
Moradores amarram adolescente em rede de pesca após ser flagrado pescando na piracema
Foto: Divulgação

Por
Redação

Um adolescente foi detido por moradores nessa quinta-feira (9) depois de ser flagrando pescando durante a piracema no Rio Cuiabá, na região do Bairro Praeirinho, na capital mato-grossense. De acordo com o Batalhão da Polícia Militar e Proteção Ambiental (BPMPA), os moradores enrolaram o adolescente em redes de pesca e chamaram a polícia.

A PM não soube dizer a idade do adolescente. A proibição durante a piracema, período em que os peixes se reproduzem, começou no dia 1º de outubro e segue até o dia 31 de janeiro. Segundo o BPMPA, os moradores viram o adolescente pescando e o alertaram sobre a piracema, dizendo que ele não poderia pescar naquele local. A comunidade é composta por pescadores e pessoas que vivem da pesca.

O adolescente teria respondido grosseiramente, o que provocou a revolta dos moradores. As pessoas, então, pegaram uma rede de pesca e imobilizaram o adolescente, enrolando a rede nele. Ele ficou detido pelos moradores, que chamaram a polícia.

O adolescente foi flagrado com mais de 15 peixes. Conforme a BPMPA, os policiais encaminharam o adolescente e o pescado para a Delegacia de Meio Ambiente, em Cuiabá, onde os pais dele também foram comunicados sobre a situação e chamados até a delegacia.

Ele foi flagrado pescando durante a piracema no Rio Cuiabá

 

FONTE: G1 MT

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.