Notícia publicada às 16:04:59 - 08/11/2017 e lida: 2375 vezes   
    
  
  
Decretada prisão da Diretora-Geral de entidades envolvidas na emissão de diplomas falsos de nível superior
A organização estava instalada em pelo menos 17 localidades, das quais 14 estão localizadas em Rondônia.

Decretada prisão da Diretora-Geral de entidades envolvidas na emissão de diplomas falsos de nível superior
Decretada prisão da Diretora-Geral de entidades envolvidas na emissão de diplomas falsos de nível superior
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Por
Redação

A pedido do Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), o Juízo da Comarca de Guajará-Mirim decretou a prisão preventiva de Doranilda Alves da Silva Borges (Foto), diretora-geral de entidades envolvidas com fraudes em diplomas de graduação e pós-graduação, com sede em Nova Mamoré, denominadas Ciperon e Norte Educacional.

Leia: Quadrilha que emite certificados falsos de nível superior em Rondônia é desarticulada

Com a deflagração da Operação Apate, na manhã deste de terça-feira, 7 de novembro, Doranilda foi conduzida coercitivamente para prestar depoimento na Promotoria de Guajará-Mirim e, diante dos fatos apurados até o momento, o GAECO requereu sua prisão em flagrante, pedido que foi atendido pelo Juízo da Comarca.

A organização criminosa desmantelada pela atuação do Ministério Público, voltada à prestação de serviços de caráter educacional, ludibriou inúmeros alunos ao dar aparência de regularidade aos cursos ofertados, obtendo vantagem patrimonial com as fraudes praticadas. O esquema consistia, basicamente, na oferta de cursos de graduação e pós-graduação que, quando concluídos, davam aos alunos diplomas ideologicamente falsos, adquiridos ilegalmente de diversas instituições de ensino sediadas em variados estados da federação.

A organização estava instalada em pelo menos 17 localidades, das quais 14 estão localizadas em Rondônia. Segundo estimativas, a entidade educacional ligada à organização criminosa tem atualmente cerca de 1300 alunos matriculados, além do número não apurado de vítimas atingidas que já receberam os falsos diplomas.

 

 

FONTE: MP/RO

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.