Notícia publicada às 09:24:13 - 07/11/2017 e lida: 1513 vezes   
    
  
  
Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa
“É muito gratificante receber essa menção honrosa. Ela serve não apenas para alimentar o currículo, mas demonstra principalmente que todo trabalho duro está sendo recompensado”, pontua a estudante Khauane Farias,

Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa
Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa
Foto: Reprodução/Assessoria

Por
Redação

“Em busca de qualidade no jornalismo digital. Um diagnóstico dos sites jornalísticos de Vilhena” é o título do projeto premiado. Coordenada pelo professor Allysson Martins e com plano de trabalho da aluna Khauane Farias (Foto), a pesquisa foi realizada durante o ciclo de agosto de 2016 até julho de 2017 do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). O trabalho estava vinculado ao Departamento de Jornalismo e ao Grupo de Pesquisa em Ecossistemas Comunicacionais (COMtatos) da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

"É muito gratificante receber essa menção honrosa. Ela serve não apenas para alimentar o currículo, mas demonstra principalmente que todo trabalho duro está sendo recompensado. Sinto que a pesquisa me motivou a buscar mais intensamente o conhecimento, ampliando minha visão como estudante", revelou a estudante Khauane Farias, que iniciou na pesquisa ainda no segundo semestre do curso de Jornalismo. "Eu jamais imaginaria que em meu primeiro ano de pesquisa seria contemplada com algo assim, principalmente porque me envolvi com o projeto logo em meu primeiro ano na universidade", completou.

A menção honrosa é concedida às pesquisas cujos relatórios finais foram avaliados com média excelente, segundo Leonardo Calderon, Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIR. A investigação científica foi agraciada com a premiação no XXVI Seminário Final do PIBIC, durante a apresentação dos resultados finais da pesquisa no campus de Rolim de Moura da UNIR, em 09 de outubro de 2017. Durante um ano, a pesquisa identificou se os sites jornalísticos mais acessados de Vilhena se valem da junção dos elementos específicos do jornalismo digital para proporcionar um conteúdo de qualidade ao seu leitor.

"Nós fomos pegos de surpresa, pois só ficamos sabendo da premiação praticamente um mês após a apresentação do relatório final com os resultados da pesquisa. Quando estudante de graduação, participei de dois ciclos do PIBIC e fui premiado somente no segundo. Mas este foi o meu primeiro ano como orientador e o primeiro ano da aluna na iniciação científica. O interessante é que ambos ingressamos na UNIR em 2016; somos recém-chegados na instituição. Mesmo com o momento complicado da pesquisa científica no Brasil, isso demonstra que ao menos estamos no caminho certo", afirmou o professor Allysson Martins, que desenvolve atualmente projetos de pesquisa e extensão sobre os resquícios da ditadura militar em Vilhena.

Mesmo com pouca repercussão da pesquisa em âmbito local, os resultados da análise preliminar já haviam sido publicados em um evento internacional especializado nos estudos do jornalismo digital. Em outubro de 2016, o trabalho "O jornalismo digital em Vilhena-RO: uma qualificação dos sites jornalísticos locais" foi apresentado no 7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo. No artigo, os autores realizaram uma análise prévia e geral da qualidade jornalística a partir das características próprias da mídia, uma vez que as especificidades da web ajudam a traduzir a eficiência dos produtos jornalísticos.

A estudante Khauane Farias está até 10 de outubro em São Paulo para participar do 7º Encontro de Jovens Pesquisadores em Jornalismo (JPJor), que acontece na Universidade de São Paulo (USP). Farias apresenta o texto “Tríplice exigência no jornalismo digital em Vilhena-RO: uma análise de qualidade no Caso Jéssica”, resultado final da pesquisa. A qualidade da produção dos sites jornalísticos de Vilhena foi avaliada pelas matérias sobre o assassinato da adolescente Jéssica Hernandez. O caso foi selecionado por se tratar de um acontecimento de grande repercussão na região, possibilitando uma maior utilização da interação, do hipertexto e da multimídia, aspectos que os autores definem como sendo de uma tríplice exigência para a qualidade jornalística digital.

O PIBIC é promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) a fim de conceder bolsas de um ano a estudantes que se interessem pelas pesquisas científicas. O programa tem como principal objetivo a formação de novos pesquisadores, através da iniciação na ciência dos discentes de graduação vinculados às instituições públicas e privadas de ensino superior do país. “O primeiro passo é um professor criar um projeto de pesquisa, no qual pode selecionar estudantes de graduação para fazer parte dele. O aluno desenvolve um plano de trabalho, sempre submetido e vinculado à pesquisa do seu orientador, que deve ser cumprido durante um ano, com a devida supervisão”, explicou o professor Allysson Martins.

Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa

Professores Allysson Martins (à esquerda) e Sandro Colferai, e os acadêmicos Cadidja Medeiros, Alisson Dutra e Khauane Farias.

Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa

Certificado concedido ao professor Allysson Martins.

Pesquisa sobre jornalismo de Vilhena recebe prêmio de menção honrosa

Certificado concedido à acadêmica Khauane Farias.

 

FONTE: Assessoria

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.