Notícia publicada às 12:00:05 - 01/11/2017 e lida: 7803 vezes   
    
  
  
Homem é sequestrado a pedido da mãe em Vilhena; ela e outros quatro envolvidos foram presos em flagrante
Mãe da vítima teria pago mais de R$ 3 mil para suposta clínica de reabilitação de drogas, de Mato Grosso, buscar o filho para ser internado.

Homem é sequestrado a pedido da mãe em Vilhena; ela e outros quatro envolvidos foram presos em flagrante
Homem é sequestrado a pedido da mãe em Vilhena; ela e outros quatro envolvidos foram presos em flagrante
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Um homem de 31 anos foi vítima de sequestro na noite de terça-feira, 31 de outubro, na cidade de Vilhena. À polícia, a vítima contou que estava em frente a um posto de gasolina, na Av. Marechal Rondon, no centro da cidade, quando quatro homens em um carro o abordaram, amarraram suas mãos e colocaram dentro do veículo. A mãe da vítima seria a mandataria do crime.

De acordo com informações, a Polícia Militar recebeu uma denúncia no momento em que acontecia o sequestro, logo as guarnições da Força Tática e da Polícia Militar de Trânsito (P-Tran) dirigiram-se para o local, onde encontraram um automóvel Volkswagen Gol de cor branco e placa de Cuiabá-MT em alta velocidade na BR-364. Ao realizarem a abordagem, os militares encontraram a vítima dentro do veículo, com as mãos amarradas pedido por socorro.

No carro estavam Ulisses Ferreira da Silva, de 30 anos, Bruno Henrique da Silva Campos, de 29 anos, Carlúcio Paiva Ferreira, de 35 anos, e Flávio Lago, de 47 anos, que afirmaram aos policiais, serem agentes de uma clínica de reabilitação de drogas no Mato Grosso, e que vieram buscar a vítima para receber o tratamento.

De acordo com eles, a mãe da vítima teria pago o valor de R$ 3,7 mil para que viessem buscar o filho, que é usuário de drogas. Com um dos suspeitos ainda foi encontrado 0,8 gramas de maconha. A mãe foi contatada e confirmou a versão dos sequestradores. Ela alegou que pensou estar fazendo o melhor para o filho. Ela e os demais foram presos em flagrantes.

Todos os envolvidos foram apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP) e indiciados por sequestro, restrição da liberdade e outros crimes, como posse de entorpecentes e estelionato.

A Polícia Civil deve abrir um inquérito afim de investigar a situação da clínica que os suspeitos fazem parte. A denúncia deve ser apresentada ao Ministério Público para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.