Notícia publicada às 10:12:06 - 31/10/2017 e lida: 202 vezes   
    
  
  
Piscicultores rondonienses reúnem-se para buscar a ampliação do mercado
Senador Raupp destacou o momento econômico favorável para o desenvolvimento do pescado no mercado

Piscicultores rondonienses reúnem-se para buscar a ampliação do mercado
 Piscicultores rondonienses reúnem-se para buscar a ampliação do mercado
Foto: Assessoria

Por
Redação

Responsável por quase 17% do consumo de proteína do mundo de acordo com as Nações Unidas, o mercado do peixe vem ganhando cada vez mais espaço no prato do brasileiro e nos gráficos da economia.

De olho neste nicho, a cadeia produtiva do peixe rondoniense, reuniu-se durante os últimos dias 26, 27 e 28, no espaço Parthenon em Ji-Paraná, na 1ª Feira Nacional do Peixe da Amazônia-Fenapam. O objetivo é de aproximar o produtor do fornecedor de tecnologia e a indústria, através de palestras, rodada de negócios e um fórum político econômico.

“Rondônia têm se destacado como um dos maiores produtores de peixe em cativeiro do país, por apresentar água e clima adequado para a cultura da piscicultura. Hoje o mercado interno apresenta déficit. Por que não impulsionar a nossa produção já que temos todas as ferramentas favor”, argumentou o idealizador do evento Dr. Edson Alleoti.

Entusiasta do setor, o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), participou da Feira e destacou o momento econômico como aliado para o desenvolvimento do mercado e reivindicou durante o Fórum, maior tempo no licenciamento para o piscicultor.

“Especialistas apontam que o PIB terá crescimento de 3 % no próximo ano. É o momento para investirmos em um mercado que está em plena ascensão e que já faz parte da cultura produtiva de Rondônia. Algumas ações práticas como a alteração de um para quatro anos no licenciamento irão fazer enorme diferença da vida do produtor”, afirmou Raupp

É uma reunião que vem de encontro com objetivo do governo, que é retomar o protagonismo internacional no setor de pescados. Alguns pontos que foram discutidos nós já vamos dar andamento, como “a alteração do período de licenciamento requerido pelo senador Raupp e a descentralização das ações da secretaria com um termo de cooperação entre a Secretaria Nacional e o governo de Rondônia para que o governo possa atender os aquicultores na parte de licenciamento de registro e até de emissão de declaração de aquicultores”, informou o secretário Nacional da Pesca, Dayvsson Franklin de Souza, que esteve no evento atendendo ao convite da deputada federal Marinha Raupp (PMDB-RO).

Para o piscicultor Pedro Yokohama de Pimenta Bueno, a Feira mostra o crescimento da piscicultura.

“Hoje produzimos de 7 a 8 milhões de alevinos. Iniciamos em 1982 quando ninguém acreditava nesta cultura em Rondônia. Hoje a realização de uma Feira como essa é essencial para mostrarmos que o peixe pode sim ser um mercado lucrativo”.

“Assumimos este compromisso com o setor de criar, incentivar e acompanhar ações que tragam aos nossos produtores maiores oportunidades de negócio e expansão. É um mercado que já é forte e que pode torna-se maior com a união do público com o privado de forma ordenada”, disse a deputada Marinha Raupp.

 

 

FONTE: Assessoria

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.