Notícia publicada às 06:59:48 - 30/10/2017 e lida: 8871 vezes   
    
  
  
BOOK ROSA: Garotas de programa vilhenenses movimentam perto de R$ 2 milhões por ano com ajuda de hotéis
Veja como funciona o mercado de garotas de programa, que está perto de atingir R$ 2 milhões de faturamento em Vilhena.

BOOK ROSA: Garotas de programa vilhenenses movimentam perto de R$ 2 milhões por ano com ajuda de hotéis
BOOK ROSA: Garotas de programa vilhenenses movimentam perto de R$ 2 milhões por ano com ajuda de hotéis
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Dezenas de vilhenenses, boa parte universitárias, empresárias ou vendedoras conhecidas na cidade, fazem da prostituição sua principal atividade financeira com a ajuda providencial de hotéis na cidade. Recepcionistas funcionam como agenciadores e os clientes são os próprios hóspedes. Tudo funciona na surdina até mesmo dos próprios donos dos hotéis, apesar dos lucros consideráveis para ambos os lados.

De acordo com recepcionistas entrevistados pelo VILHENA NOTÍCIAS, que preferiram não se identificar, a procura dos hóspedes por garotas de programa é diária. O perfil dos clientes é, em 80% dos casos, o mesmo: homens, de meia-idade, casados, empresários, representantes comerciais ou proprietários de terra. As viagens constantes por várias cidades facilitam os encontros secretos e o agenciamento dos recepcionistas ajuda a manter a transação em sigilo total.

Os recepcionistas, por sua vez, raramente compartilham as histórias com os donos dos hotéis. Muitos chegam a montar verdadeiros catálogos com listas de telefones, álbuns de fotos, cartões de visita e até mesmo detalhes sobre os serviços prestados. Nesta troca de favores, os atendentes dos hotéis levam comissão padrão de R$ 50 por programa agenciado em Vilhena.

As fotos são cedidas pelas próprias moças e algumas chegam a apresentar material impresso como cartões de visita. Os detalhes são acertados entre o hóspede e as garotas, que executam o programa no próprio hotel ou em motéis da cidade. Mesmo naqueles hotéis onde os donos são religiosos, a prática é frequente: na surdina, todos os programas são programados por mensagens na internet, sem deixar pistas.

A PROCURA É GRANDE

Cada recepcionista pode ganhar até R$ 300 com programas por mês, cada hotel tem em média quatro desses funcionários. Quanto às meninas, cada hotel agencia em média 20 programas por mês. Atualmente são mais de 40 hotéis na cidade. Segundo os agenciadores clandestinos, quanto menor a qualidade do hotel, mais procura existe pelo serviço. Assim, uma estimativa realista de quem participa da atividade, dá conta de que na cidade, todos os meses, são realizados mais de 500 programas através das “Pink Book”, ou “Book Rosa”, como são conhecidos esses catálogos.

O valor movimentado com a atividade é de, pelo menos, R$ 150 mil por mês, ou, R$ 1,8 milhão por ano.As garotas têm perfil semelhante também: muitas são universitárias conhecidas na vida social vilhenense e outras até mesmo cuidam de empresas ou trabalham em pontos comerciais famosos do município. A renda extra pode chegar a R$ 7 mil ou R$ 10 mil por mês para cada uma.

São, em geral, meninas, de 18 a 25 anos de idade, mas também há mulheres já com filhos, de mais de 30. Para evitar o constrangimento público as mulheres usam nomes fictícios para divulgar seus trabalhos e fotos que não mostram o rosto. São oferecidas massagens, serviços sexuais variados e até mesmo atendimento em domicílio. Atualmente cerca de 25 mulheres diferentes oferecem atendimento em hoteis da cidade.

O sigilo é tão grande que até mesmo os agenciadores ficam sem saber quem são as garotas. Poucas são as que levam a vida de prostituição, que não é ilegal, de forma aberta e sem mistérios. Todas as outras, porém, preferem esconder-se dos julgamentos da sociedade e, inclusive, encerram parcerias vantajosas para seu negócio com recepcionistas que descobrem suas verdadeiras identidades. 

SITES

Ainda existem pelo menos dois sites conhecidos de classificados on-line, onde garotas colocam seus atributos com fotos, e acabam em sua maioria usando hotéis e motéis para prestarem seus serviços aos clientes.

Este setor com certeza gera ainda mais movimentação financeira para ambos os lados, o que evidencia que o mercado neste ramo em Vilhena, supera os R$ 2 milhões. 

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.