Notícia publicada às 17:16:10 - 29/10/2017 e lida: 4033 vezes   
    
  
  
Embriagada mulher cai duas vezes em Blitz durante a mesma noite em cidades diferentes em Rondônia
Mulher foi pega em blitz em Ji-Paraná e minutos depois em Ouro Preto do Oeste.

Embriagada mulher cai duas vezes em Blitz durante a mesma noite em cidades diferentes em Rondônia
Embriagada mulher cai duas vezes em Blitz durante a mesma noite em cidades diferentes em Rondônia
Foto: Divulgação

Por
Redação

A operação foi realizada no município de Ouro Preto do Oeste com efetivo de agentes do DETRAN e Policiais Militares e também com apoio da Delegacia de Polícia do referido município e conforme já foi frisado pelo Diretor de operações HUGO CORREIA, as fiscalizações serão intensivas neste final de ano.
 
13 motoristas foram flagrados dirigindo bêbados e foram encaminhados para a delegacia em duas blitz da Operação Lei Seca realizadas na cidade de Ouro Preto do Oeste neste fim de semana.
 
Os pontos de blitz foram instalados nas noites de sexta e de sábado na ruas Princesa Isabel e Mato Grosso, sendo que 11 homens e duas mulheres foram conduzidos até a Delegacia Civil. Quem tinha um responsável habilitado teve o veículo liberado, os demais tiveram o carro ou moto apreendidos para o pátio da 7ª Ciretran.
 
Entre os presos, um advogado da cidade que pagou fiança e foi liberado, mas o veículo foi apreendido.
 
Fato curioso na blitz da noite de sexta-feira aconteceu com uma mulher, que foi flagrada numa operação Lei Seca em Ji-Paraná no começo da noite por dirigir embriagada, ela foi notificada, liberada. Porém cerca de 1hora e meia depois, já na cidade de Ouro Preto do Oeste, a mesma novamente caiu na blitz, e como apresentava estado de embriaguez, o veículo acabou sendo apreendido e posteriormente liberado para um condutor habilitado.
 
Em razão do alto índice de inadimplência e da incidência de condutores de veículos embriagados ao volante, a cidade de Ouro Preto do Oeste receberá duas blitze por mês até o final do ano.
 
A pena de detenção pode variar de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 2.934,70, além de sete pontos na carteira. Os condutores também têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida. Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.

 

 

FONTE: JARU ON-LINE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.