Notícia publicada às 08:10:54 - 23/10/2017 e lida: 3929 vezes   
    
  
  
Funcionário da JBS é morto ao tentar separar briga de casal em Vilhena
Vítima tentou separar a briga de um casal.

Funcionário da JBS é morto ao tentar separar briga de casal em Vilhena
Funcionário da JBS é morto ao tentar separar briga de casal em Vilhena
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Por
Redação

Durante uma confraternização entre amigos, o jovem Andrei Ricardo da Silva, de 30 anos (Foto), foi morto a facadas por um colega. O crime foi registrado na madrugada de domingo, 22 de outubro, em um casa da rua 102-22, no bairro Parque Cidade Verde II, em Vilhena.

Pessoas que estavam na festa relataram à polícia que Pablo Marcelo Pereira, de 24 anos, começou a discutir com a esposa, quando os amigos tentaram intervir para pôr fim à discussão.  Pablo não teria gostado da intervenção dos rapazes e saiu da casa dizendo que iria embora, mas retornou momentos depois e novamente passou a discutir com a esposa.

Neste momento, Andrei e seu irmão tentaram acalmar Pablo pedindo para que o casal parasse e com a situação constrangedora e resolvesse os problemas em casa, mas o assassino enfurecido pegou uma faca de desferiu golpes contra a vítima.

Diante da situação, outras pessoas que estavam na festa conseguiram imobilizar o agressor, e chamar o socorro para Andrei, que acabou não resistindo e morrendo minutos depois de dar entrada no pronto-socorro do Hospital Regional. Já Pablo foi preso em flagrante pela Polícia Militar e apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP). Segundo as autoridades policiais, o assassino já possui passagens por porte ilegal de armas de fogo e embriaguez na direção.

Andrei Ricardo era funcionário da empresa JBS Friboi.

Pablo Marcelo Pereira, de 24 anos - Reprodução/Arquivo Pessoal.

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.