Notícia publicada às 09:59:03 - 21/10/2017 e lida: 1182 vezes   
    
  
  
Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens
O General de Brigada José Eduardo Leal de Oliveira coordenou a operação.

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens
Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens
Foto: Reprodução/EXÉRCITO BRASILEIRO

Por
Redação

De acordo com o Decreto Presidencial de 17 de janeiro de 2017, o Presidente da República autorizou o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem nas dependências dos estabelecimentos prisionais do país a fim de realizar a detecção de materiais ilícitos e proibidos. Os órgãos dos governos estaduais ficarão responsáveis por recolher e dar o devido destino legal aos materiais encontrados pelo Exército Brasileiro.

Nesse contexto, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva sob o comando do General de Brigada José Eduardo Leal de Oliveira coordenou, no dia 20 de outubro, uma Operação de Garantia da Lei e da Ordem, atendendo solicitação do Governo do Estado de Rondônia, para detectar armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos e proibidos na Casa de Detenção em Cacoal-RO.

A ação foi desencadeada, por meio do emprego de diversos meios, entre eles: 54 viaturas, 9 detectores de minas, 4 detectores de equipamentos eletrônicos, 7 cães farejadores e outros. Além disso, a Operação contou com a participação direta de 321 militares das Forças Armadas e 115 integrantes dos Órgãos de Segurança Pública e Agências Estaduais.

Juntamente com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, operaram a Marinha do Brasil, a Força Aérea Brasileira, o Ministério Público Militar, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Militar do Estado de Rondônia, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia, a Polícia Civil e a Secretaria de Justiça do Estado de Rondônia.

Nesta Operação de Varredura, foram apreendidos os seguintes materiais: 8 aparelhos celulares, 2 carregadores de celular, 6 chips de celular, 41 pacotes de substâncias suspeitas (provavelmente entorpecentes), 39 isqueiros, 181 instrumentos cortantes e 193 instrumentos perfurantes que poderiam ser utilizados como arma e 5 barras de ferro, além de outros objetos proibidos dentro da Unidade Prisional.

 

Leia também

Celulares, drogas e instrumentos perfurantes são apreendidos na Operação Portal no presídio de Vilhena

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

Varredura no presídio de Cacoal apreende drogas, armas e celulares: são mais de 400 itens

 

FONTE: COMUNICAÇÃO SOCIAL DA 17ª BDA INF SL EXÉRCITO BRASILEIRO

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.