Notícia publicada às 13:00:21 - 18/10/2017 e lida: 4663 vezes   
    
  
  
Filhos do ex-vereador Graebin terão que devolver R$ 127 mil aos cofres públicos; “recebiam pensão ilegal”
Presidente da Câmara suspendeu pagamento aos filhos do ex-vereador em janeiro de 2017

Filhos do ex-vereador Graebin terão que devolver R$ 127 mil aos cofres públicos; “recebiam pensão ilegal”
Filhos do ex-vereador Graebin terão que devolver R$ 127 mil aos cofres públicos; “recebiam pensão ilegal”
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

Adilson de Oliveira (PSDB), atual presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Vilhena, tornou pública “a solicitação de devolução à quitação de débito. Referente aos valores recebidos indevidamente pelos pensionistas Darlene Miotti Graebin, no valor de R$ 74.353,69 e Nadir Ireno Miotti Graebin, no valor de R$ 53.191,35”. A soma total que os dois deverão devolver aos cofres públicos é de R$ 127.545,04.

A notificação foi emitida nesta quarta-feira, 18 de outubro, e os pensionistas têm o prazo de 15 dias para devolver o valor.

Darnele e Nadir são filhos do ex-vereador Nadir Ereno Graebin, o “Careca”, morto em 1995 em um acidente de trânsito entre as cidades de Presidente Médici e Ji-Paraná na BR-364. Na época a Lei Orgânica do município deu aos dependentes do parlamentar o direito a pensão. Foram incluídos a viúva e dois filhos do casal, à época menores de idade.

A lei prevê o direito vitalício à viúva. Já o pagamento de pensão aos filhos deveria ter ocorrido até que completassem a maioridade, mas o benefício continuou sendo pago ilegalmente após os 18 anos, segundo apontou a Câmara.

Em 20 de janeiro deste ano, Adilson de Oliveira emitiu a portaria nº 052/2017 “extinguindo o pagamento de pensão por morte aos filhos do ex-vereador.

Leia: Câmara de Vilhena suspende pagamento de pensão a filhos de vereador morto na década de 90

Ainda em janeiro a reportagem apurou que a irregularidade foi descoberta pela Controladoria da Câmara que detectou o pagamento ilegal e informou o presidente da Casa.

Com base em informações da Controladoria, a filha do ex-vereador completou 18 anos em janeiro de 2012 e continuou recebendo de forma irregular a pensão nos últimos 5 anos. O irmão dela, também beneficiário recebeu a pensão irregularmente por três anos após completar a maioridade.

O valor pago aos beneficiários era de 80% do salário de um vereador que hoje equivale a cerca de R$ 6.400,00, mas com a descoberta da fraude este valor foi cortado e a viúva, única beneficiária legal passou receber mensalmente o equivalente a R$ 3.200,00.

Nadir Ereno Graebin, pai dos pensionistas, é irmão do vereador cassado Vanderlei Amauri Graebin (PSC).

 

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.