Notícia publicada às 08:47:00 - 09/10/2017 e lida: 635 vezes   
    
  
  
Diretor do colégio militar Tiradentes de Vilhena participa de Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária
O Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária – SISTEMA KOBAN, é fruto de um acordo de Cooperação Técnica firmado entre Brasil e Japão.

Diretor do colégio militar Tiradentes de Vilhena participa de Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária
Diretor do colégio militar Tiradentes de Vilhena participa de Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária
Foto: Divulgação/Assessoria

Por
Redação

A Polícia Militar de Rondônia esteve representada pelo Capitães PM Cícero Rodrigues da Silva – Diretor do Colégio Tiradentes – Unidade V e Jairo Alves Carneiro, Chefe da Seção de Logística do BPA, no Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária – SISTEMA KOBAN, fase presencial, sediado no município de Novo Hamburgo – Rio Grande do Sul, entre os dias 2 a 6 de outubro, contando com a presença de policiais militares de Goiás, Tocantins, Distrito Federal e Rondônia.

O Curso Internacional de Multiplicadores de Polícia Comunitária – SISTEMA KOBAN, é fruto de um acordo de Cooperação Técnica firmado entre Brasil e Japão e é desenvolvido através de parceria entre a Secretaria Nacional de Segurança Pública, Agência de Polícia Nacional Japonesa, Agência de Cooperação Internacional Japonesa (JICA), Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Policia Militar do Estado de São Paulo, Polícia Militar de Minas Gerais e Brigada Militar do Rio Grande do Sul.

O município de Novo Hamburgo é considerado modelo de atuação do policiamento comunitário da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, o qual possui três modelos de atuação. Um deles é o Núcleo de Polícia Militar onde o policial militar mora no bairro em que atua, o segundo são as bases móveis comunitárias e o terceiro são as bases fixas, com companhias presentes dentro das comunidades.

Os Oficiais da PMRO, ao longo do curso, participaram de diversas atividades ligadas a execução prática do policiamento comunitário, tais como, seminários, palestras, entrevistas, oficinas, reuniões com a comunidade e visitas técnicas a moradores das regiões atendidas.

A Polícia Comunitária é uma filosofia e estratégia organizacional que proporciona parceria entre a população e a polícia, baseada na premissa de que polícia e comunidade devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas como insegurança, criminalidade, tráfico de drogas e melhoria da qualidade de vida.

 

 

FONTE: Assessoria de IMPRENSA

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.