Notícia publicada às 15:19:36 - 03/10/2017 e lida: 904 vezes   
    
  
  
Daniel Lôbo, ex-procurador da República em Vilhena é empossado chefe do MPF em Rondônia
Em Vilhena Daniel Lôbo atuou nas operações Stigma, Ficus, Nepentes, Crátons e Sala azul.

Daniel Lôbo, ex-procurador da República em Vilhena é empossado chefe do MPF em Rondônia
Daniel Lôbo, ex-procurador da República em Vilhena é empossado chefe do MPF em Rondônia
Foto: Antonio Augusto / Secom / PGR

Por
Redação

O ex-procurador da República em Vilhena, Daniel Azevedo Lôbo foi empossado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, na segunda-feira, 2 de outubro, no cargo de procurador-chefe do Ministério Público Federal (MPF) em Rondônia para o biênio 2017/2019. Como procuradora-chefe substituta assume a procuradora da República Luciana de Miguel Cardoso Bogo.

O novo procurador-chefe foi eleito por procuradores da República lotados em Rondônia e substitui o procurador da República João Gustavo de Almeida Seixas, que chefiou o MPF em estado durante o biênio 2015/2017.

Lôbo é formado pela Universidade Federal da Bahia, foi técnico administrativo do MPF em Guanambi (BA), durante cinco anos. Como procurador da República, sua primeira lotação foi na unidade do MPF em Vilhena, onde trabalhou de junho de 2014 a dezembro de 2016.

Durante esse período, atuou nas operações Stigma, Ficus, Nepentes (de combate à corrupção na prefeitura de Vilhena), Crátons (de combate ao garimpo ilegal de diamantes na terra indígena Aripuanã), Sala azul (de combate a fraudes em seguros desempregos), além de outras atuações. No começo deste ano, passou a trabalhar na unidade do MPF na capital, onde atua nas questões dos povos indígenas e de populações tradicionais, no Núcleo de Combate à Corrupção e na área criminal.

Siga-nos através do Facebook clicando aqui.

Leia também

Procurador da República fala ao Vilhena Notícias sobre Operação Stigma desencadeada pela PF e MPF em Vilhena

Procurador Federal: “INSS de Vilhena é um dos mais atrasados do Brasil em perícias”

 

 

FONTE: MPF/RO

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.