Notícia publicada às 09:20:46 - 05/10/2017 e lida: 23697 vezes   
    
  
  
EXCLUSIVO: mensagens de WhatsApp mostram que Diego atraiu Jéssica Hernandes até local do assassinato
Mensagens obtidas pela polícia mostram que suspeito arquitetou ida da vítima até a casa onde ela foi morta.

EXCLUSIVO: mensagens de WhatsApp mostram que Diego atraiu Jéssica Hernandes até local do assassinato
EXCLUSIVO: mensagens de WhatsApp mostram que Diego atraiu Jéssica Hernandes até local do assassinato
Foto: Reprodução/Fotomontagem

Por
Renato Spagnol

O Vilhena Notícias obteve acesso com exclusividade às transcrições das trocas de mensagens de mídia entre a adolescente de 17 anos, Jéssica Moreira Hernandes, morta em 20 de abril deste ano em Cerejeiras, com 13 facadas, e o principal suspeito de ser o assassino, Diego de Sá Parente.

Trama

No diálogo, e segundo interpretação da polícia, é possível identificar que Diego tenta num primeiro momento atrair a menor até sua casa, com o pretexto de mostrar provas de que ela estaria sendo traída pelo namorado Ismael José da Silva, mas a adolescente refuta a ideia de ir ao encontro do suspeito na casa dele.

As trocas de mensagens não deixam claro, se foi a menor que procurou Diego para ajudá-la a descobrir a suposta infidelidade do parceiro, ou se foi o suspeito, que por conta própria a procurou no intuito de delatar o primo Ismael.

Em 18 de abril, Diego envia mensagens via WhatsApp e diz à adolescente ter conseguido clonar o celular da mulher com quem Ismael estaria tendo um caso, e relata ainda ter conseguido interceptar várias conversas, que comprovariam a suposta traição. (O criador do WhatsApp, Brian Acton, diz que toda a comunicação [via aplicativo] é protegida por criptografia de ponta a ponta e as mensagens não podem ser interceptadas).  

A partir deste dia, Diego intensifica as trocas de mensagens para tentar convencer Jéssica a encontrá-lo e assim mostrar as supostas provas.

Já no dia 20 de abril, data em que foi assassinada, a vítima durante troca de mensagens com o suspeito pergunta como faz para ver o material.

“Como eu faço para ver”, pergunta Jéssica.

O suspeito então pede para que naquele dia ela falte à escola e propõe que o encontro seja na casa da mãe dele, onde estariam sozinhos e ela poderia ter acesso e ler todas as mensagens interceptadas.

O conteúdo transcrito está presente em 28 páginas do processo.

 

Namorado é inocentado

No dia 08 de setembro o juiz Jaires Taves Barreto da 2º Vara Criminal da Comarca de Cerejeiras, absolveu Ismael José da Silva da acusação de ter assassinado em 20 de abril deste ano a namorada Jéssica Moreira Hernandes de 17 anos. Na mesma sentença o magistrado aceitou a denúncia contra o primo dele, Diego de Sá Parente que se tornou o único suspeito pela morte da garota.

Diego será submetido a júri popular.

Leia: Ismael Silva é absolvido da acusação pela morte da namorada Jéssica Hernandes

Mesmo com a absolvição, o Ministério Público do Estado de Rondônia recorreu da decisão por acreditar que Ismael possui envolvimento na morte e pediu para que o namorado da vítima seja submetido a julgamento, e que, júri decida se ele é ou não culpado. A defesa de Ismael diz estar tranquila e garante que não há nos autos qualquer indício que o ligue ao crime.

Siga-nos através do Facebook clicando aqui.

 

Leia também

MP recorre da absolvição de Ismael Silva no caso de Jéssica Hernandes, mas defesa diz que está confiante

REVIRAVOLTA NO CASO JÉSSICA: imagens de câmeras e depoimentos podem complicar situação de Diego Parente

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.