Notícia publicada às 09:23:54 - 29/09/2017 e lida: 893 vezes   
    
  
  
Senador Acir Gurgacz diz que Cassol gasta milhões que roubou com advogado em Brasília
Cassol acusa colega parlamentar de querer criar lei para se auto beneficiar.

Senador Acir Gurgacz diz que Cassol gasta milhões que roubou com advogado em Brasília
Senador Acir Gurgacz diz que Cassol gasta milhões que roubou com advogado em Brasília
Foto: Reprodução/Fotomontagem

Por
Redação

Chamado pelo colega Ivo Cassol (PR) de sonegador de impostos e acusado de fazer uma lei para impedir a concorrência de taxistas com sua empresa, a Eucatur, o senador Acir Gurgacz (PDT) partiu para o contra-ataque nesta quinta-feira, 28 de setembro, e gravou um vídeo em que chama Cassol de ladrão e diz que este deveria estar preso por desviar dinheiro público.

Nesta semana, Cassol gravou um vídeo onde mostra que o senador Gurgacz ajudou a aprovar uma lei que impedirá os taxistas de fazer lotação. Segundo Cassol, a lei foi feita sob medida para evitar a concorrência dos taxistas com a Eucatur, empresa do senador pedetista.

Em seu vídeo, Gurgacz diz que a lei citada por Cassol tem o objetivo de evitar a pirataria e que foi discutida com a categoria, mas, na verdade, uma vez sancionada, a norma impedirá, sim, os taxistas de fazerem lotação, podendo acarretar, inclusive, a apreensão do veículo.

Em sua defesa, Gurgacz atacou Cassol, chamando-o de ladrão e acusando-o de não fazer nada em Brasília a não ser "gastar milhões que roubou das compensações da usinas do rio Madeira para pagar advogados que o defendem em vários processos". Disse também que Cassol deveria estar preso por roubar dinheiro público.

 

Leia também

Cassol critica projeto de Acir Gurgacz que proíbe táxis de fazerem corridas entre municípios

 

 

FONTE: O OBSERVADOR

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.