Notícia publicada às 10:39:56 - 27/09/2017 e lida: 1557 vezes   
    
  
  
Homens que mataram caseiro a golpes de machado na zona rural de Vilhena são condenados
A juíza negou a Jefferson o direito de recorrer em liberdade, já Leandro cumprirá a pena no regime semiaberto.

Homens que mataram caseiro a golpes de machado na zona rural de Vilhena são condenados
Homens que mataram caseiro a golpes de machado na zona rural de Vilhena são condenados
Foto: Thalita Defacci/Vilhena Notícias

Por
Redação

Jefferson David Oliveira de 21 anos, foi condenado a 15 anos de prisão por assassinar a golpes de machado no dia 21 de outubro de 2016 em Vilhena, Fernando José da Silva, à época com 50 anos.

No mesmo processo foi condenado Leandro Moreira de 30 anos, a pena de 1 ano em regime semiaberto por ajudar na ocultação do cadáver. A sentença foi definida nesta terça-feira, 26 de setembro, no julgamento que durou quase 9 horas, no Fórum Desembargador Leal Fagundes.

Leia: Após discussão homem é morto com golpes de machado no pescoço em chácara

A juíza negou a Jefferson o direito de recorrer em liberdade, já Leandro cumprirá a pena no regime semiaberto.

 

O crime

Fernando José da Silva, foi encontrado pela Polícia Civil morto a golpes de machado, em uma chácara localizada num travessão do mapa 148, em direção ao balneário Carlito.

Segundo informações apuradas à época pelo Vilhena Notícias, o proprietário da chácara havia contratado três indivíduos para retirar madeira de sua propriedade. Na noite do dia 21 de outubro, chegou ao local e notou que apenas dois dos empregados estavam na casa, perguntou sobre Fernando, mas não obteve resposta sobre seu paradeiro.

Pela manhã, o proprietário retornou até a chácara e decidiu registrar um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento. Ele foi até a delegacia juntamente com o funcionário de 30 anos realizar o registro.

Ao voltar para a sua propriedade, perguntou quem havia andado na motocicleta que estava estacionada em um local diferente de onde tinha deixado, pois viu rastros do pneu, além de alguns rastros “estranhos” na areia, mas nem um dos dois funcionários soube explicar.

Percebendo que havia algo de estranho, ele disse que iria comprar carne para o almoço, mas retornou até a Delegacia de Polícia Civil e solicitou que os policiais fossem até a propriedade dar uma investigada pois ele estava desconfiado que os dois homens terem matado Fernando.

A Polícia Civil então foi até o local e indagaram os dois homens sobre o que havia acontecido na noite anterior, eles então contaram que estavam bebendo e entraram em uma discussão. Fernando deu um tapa no rapaz de 21 anos que se exaltou, pegou um machado e desferiu um golpe no pescoço da vítima, que morreu na hora.

Após praticar o assassinato, o rapaz de 21 anos juntamente com a ajuda do homem de 30, colocaram o corpo em uma carriola e desovaram cerca de 200 metros de distância da residência, não muito longe da estrada que dá acesso às linhas rurais.

Depois que relataram o crime, a Polícia Técnico-Científica foi acionada para realizar a perícia e os dois indivíduos foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil.

Fernando não tinha família em Vilhena, havia se separado há pouco e seus dois filhos residem em Colorado.

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.