Notícia publicada às 09:11:04 - 23/09/2017 e lida: 960 vezes   
    
  
  
Ex-prefeito do interior de RO tem bens bloqueados pela justiça
Em 2013, o então Prefeito Francisco Gonçalves, contratou de forma direta, verbalmente sem a necessária observância dos requisitos para dispensa de procedimento licitatório a empresa J.N.L. Silva Serviços e Lavagens, perfazendo o montante de R$ 48 mil, com prejuízo ao erário e fraude à lei.

Ex-prefeito do interior de RO tem bens bloqueados pela justiça
Ex-prefeito do interior de RO tem bens bloqueados pela justiça
Foto: Reprodução

Por
Redação

O ex-Prefeito de Costa Marques, Francisco Gonçalves Neto, uma empresa instalada na cidade e mais quatro pessoas, dentre as quais o ex-Secretário Municipal de Saúde, tiveram a indisponibilidade de bens decretada, liminarmente, pelo Poder Judiciário de Rondônia, no último dia 19 de setembro.

A medida foi concedida em ação civil pública por ato de improbidade administrativa,  proposta pelo Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Costa Marques, contra o ex-Prefeito; o ex-Secretário de Saúde do Município, Francisco Gargarim Duarte; o ex-Presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Fredson Caetano da Silva; a empresa J.N.L. Silva Serviços de Lavagem, Lubrificação e Polimentos de Veículos Automotores-ME, e seus responsáveis, Jessenilda Nunes Lopes e Cassimiro de Souza Silva.

A  ação foi ajuizada pelo MP, sob o argumento de que, em 2013, o então Prefeito de Costa Marques, Francisco Gonçalves, contratou de forma direta, verbalmente e sem a necessária observância dos requisitos para dispensa ou inexigibilidade de procedimento licitatório a empresa J.N.L. Silva Serviços e Lavagens, perfazendo o montante de R$ 48 mil, com prejuízo ao erário e fraude à lei.

 

 

FONTE: MP/RO

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.