Notícia publicada às 18:07:23 - 28/08/2017 e lida: 6445 vezes   
    
  
  
Carreta parte automóvel ao meio e mata motorista na BR-364
A vítima ficou caída próximo a carroceria do carro, teve múltiplas fraturas pelo corpo e morreu na hora.

Carreta parte automóvel ao meio e mata motorista na BR-364
Carreta parte automóvel ao meio e mata motorista na BR-364
Foto: Rondoniaovivo

Por
Redação

Um grave acidente de trânsito ocorrido na BR-364, altura do quilômetro 30 em Candeias do Jamari, ceifou a vida do porteiro Antônio Erison Rabelo, 49 anos, na tarde desta segunda-feira (28).

A colisão envolveu um automóvel modelo Fiorino e uma carreta bi-trem. Conforme informações obtidas no local, Antônio transitava no automóvel utilitário sentido Ariquemes, quando um dos pneus dianteiro teria estourado, o motorista perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e o veículo foi atingido violentamente pela carreta, que trafegava em direção à Porto Velho. A parte frontal do Fiorino foi arrancada e arrastada pela carreta por 46 metros, segundo a perita.

A vítima ficou caída próximo a carroceria do carro, teve múltiplas fraturas pelo corpo e morreu na hora. O motorista da carreta foi submetido ao teste de etilômetro e o resultado deu negativo. Antônio Erison era porteiro em um condomínio na capital e utilizava o carro do irmão que trabalha como verdureiro em feiras livres.

A Polícia Rodoviária Federal e a  Perícia Técnica realizaram os trabalhos necessários. O corpo foi removido ao IML.

Carreta parte automóvel ao meio e mata motorista na BR-364

 

FONTE: Rondoniaovivo

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.