Notícia publicada às 16:02:13 - 16/08/2017 e lida: 5670 vezes   
    
  
  
PC identifica vítimas de descarga elétrica em Campos de Júlio
Vítimas morreram carbonizados com descarga elétrica

PC identifica vítimas de descarga elétrica em Campos de Júlio
PC identifica vítimas de descarga elétrica em Campos de Júlio
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Foram confirmadas através da Polícia Civil de Campos de Júlio no Mato Grosso, a identidade das duas vítimas que morreram em decorrência de descarga elétrica da rede de alta tensão na manhã desta quarta-feira, 16 de agosto. Se trata de Rogério Macedo de 32 anos, e Emerson Gomes de Lima de 23 anos.

Leia: Rapazes morrem carbonizados com descarga elétrica em Campos de Júlio

As vítimas realizaram trabalhos na faixada do Posto de Combustíveis Planalto da cidade e no momento em que iniciavam a desmontar a estrutura de ferro do andaime acabaram encostando na rede de alta tensão.  

Com a descarga elétrica os corpos ficaram em chamas. Um homem que estava no pátio do posto usou um extintor para apagar o fogo.

De acordo com informações repassadas por uma investigadora da Polícia Civil, ambos são da cidade de Porto Velho, mas estavam residindo há pouco mais de dois meses para fins de trabalho na cidade de Campos de Júlio. As vítimas eram funcionários da empresa RL Construtora e Metalúrgica e estavam prestando serviços de pintura e manutenção no posto.

Segundo a polícia, Rogério e Emerson já teriam terminado o serviço quando um andaime que estava sendo retirado do local encostou em um fio de alta tensão vindo a eletrocuta-los. Na ocasião, uma das vítimas teve a perna derretida.

As pessoas que estavam no local usaram um extintor de incêndio na dupla, porém ambos já estavam sem vida. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou o óbito dos funcionários.

 

 

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.