Notícia publicada às 11:30:52 - 12/08/2017 e lida: 3822 vezes   
    
  
  
Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé
Operação em conjunta resultou na prisão de seis pessoas. Um deles encontra-se foragido

Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé
Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

A ocorrência que tevê seu início das primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 11 de Agosto, e só terminou por volta das 14 horas, ocorreu nas dependências do sítio Novo Horizonte, localizado na Linha 70, quilômetro 12, lote 35, Gleba Corumbiara, no distrito do Guaporé, pertencente a cidade de Chupinguaia.

Conforme apurado, o Núcleo de Inteligência (NI) solicitou apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) com a finalidade de dar cumprimento aos mandados de prisão em desfavor do foragido da Justiça identificado como Udo Wahlbrink, de 51 anos, foragido desde o mês de Abril de 2.016. Ele que encontrava-se escondido no sítio Novo Horizonte.

Quando os militares se aproximaram, os cachorros começaram a latir, fazendo com que o foragido da justiça fugisse do local, embrenhando-se a mata. Contudo, os policiais procederam abordagem ao local, onde foram presos Claudecir Jesus do Nascimento, 55 anos, e sua esposa Maria de Lourdes Anunciação, 53 anos, e na varanda, os policiais encontraram quatro animais abatidos, pendurados e com as cabeças cortadas, separadas do corpo, provavelmente da espécie “queixada”, conhecido como “porco do mato”. Animais estes, que segundo Claudecir, foram abatidos por Udo.

Durante revista no imóvel, os policiais encontraram sobre a cama de Udo, um revólver de calibre 38 da marca Taurus, com numeração raspa e devidamente municiado, 14 cartuchos deflagrados e outros 19 cartuchos intactos de calibre 38, Já dentro de uma mochila foram encontrados  38 cartuchos de calibre 20 deflagrados, oito intactos; nove cartuchos de calibre 36 deflagrados, sete cartuchos de calibre  28 e 12 intactos, dois cartuchos de calibre 32 intactos, dois cartuchos de calibre 22 deflagrados,além de munições e apetrechos para recarga.

Além do material narrado, no interior da casa foram apreendidas três espingardas, sendo uma de calibre 22, outra de calibre 36 e a terceira de calibre 20, dois canos de espingarda com marca e numeração ilegíveis. Foi localizada ainda, uma bolsa contendo documentos relacionados as atividade do foragido Udo, bem como, recibos do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vilhena e Chupinguaia, referente aos pagamentos de gratificação para diretor, entre os meses de março à junho de 2.017, período este, em que Udo já encontrava-se foragido da justiça e não deveria receber tais pagamentos. Foi localizado uma carteira com a quantia de R$ 1.852,00 em espécie, talões de cheques com valores de R$ 20 mil e de R$1.760,00.

Ao ser indagado sobre o possível paradeiro de Udo após a fuga, o infrator Claudecir alegou que o foragido da justiça poderia ter ido para a casa dos amigos. Ele disse ainda que todas as armas e munições apreendidas pertenceriam ao acusado Udo.

Os militares dirigiram-se até a casa mencionada por Claudecir, onde prenderam Wellinton da Silva Ferreira, 25 anos, José Halisson Silva Costa, 23 anos, Josiel Silva Oliveira, 27 anos, e Vânio da Silva de Paula, de 22 anos, sendo que na varanda desta casa, mais um animal morto foi encontrado, sendo uma anta, que se encontra na lista de animais em extinsão na fauna brasileira, caracterizando-se o grave crime ambiental. Animal este, possivelmente abatido na noite anterior.

Durante revistas ao imóvel, os militares apreenderam quatro espingardas, sendo uma de calibre 36 sem marca e número legíveis, de propriedade de Wellinton, outra espingarda de calibre 36 sem número e marca legíveis, de propriedade de José Halisson, outra de calibre 28 com número e marca de séries ilegíves, de propriedade de Wellinton e a quarta, uma espingarda de pressão, marca CBC, modelo Montenegro F22, de propriedade de Josiel Silva Oliveira. Além das espingardas, foi localizado embaixo do colchão de Josiel Silva um revólver de calibre 38 da marca Rossi, devidamente municiado.

Ainda no local, foram encontrados nove cartuchos de calibre 38 intactos e outros três deflagrados, 12 cartuchos de calibre 36 intactos e cinco deflagrados, sete cartuchos de calibre 28 intactos e um deflagrado, além de munições e apetrechos para recarga, bem como, um recipiente contendo “chumbinhos” para recarga de espingarda de pressão 5.5. Estes infratores, alegaram serem parentes e assumiram terem matado a anta no dia anterior, sendo que o disparo que matou o animal, foi efetuado por Josiel Silva.

Buscas intensas foram realizadas pela região, porém, por ser uma área de difícil acesso, não foi possível localizar e prender o foragido da justiça Udo Wahlbrink, de 51 anos.

Ao chegarem em Vilhena, o GOE e o Núcleo de Inteligência solicitaram apoio do Batalhão e Polícia Ambiental (BPA) para que as multas pelos crimes ambientas praticados pelos infratores fossem adotadas.

Todos os envolvidos foram presos e apresentados na Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o dinheiro, animais, armas e munições, onde serão adotadas as medidas cabíveis.

Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé

Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé

Polícia prende armas, munições e animais silvestres mortos no Guaporé

 

FONTE: Repórter Calos Mont Serrat

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.